Em 32 jogos pelo Campeonato Brasileiro de 2015, o #Flamengo perdeu 16. O número assusta já que o percentual de 50% de derrotas é o maior da equipe desde a inclusão do sistema de pontos corridos em 2003. Há 12 anos, os cariocas também tiveram o mesmo número de derrotas, mas como o Brasileirão ainda era jogado em 46 rodadas, o índice de insucessos ficava em 34,7%.

Nos últimos anos, o melhor aproveitamento do clube no certame nacional foi em 2011. Sob comando de Vanderlei Luxemburgo, a equipe teve somente sete derrotas em toda a competição e garantiu vaga na zona de classificação à Libertadores do ano seguinte. Na oportunidade, o Fla teve somente 18,4% de derrotas. 

Neste domingo (25), o Flamengo voltou a sucumbir no Brasileirão.

Publicidade
Publicidade

Dessa vez, diante do líder Corinthians, na Arena Itaquera, em São Paulo. Já perto do final do primeiro tempo, o ex-flamenguista Vagner Love fez o gol da vitória dos paulistas, que seguem caminhando a passos largos rumo ao título. Caso volte a perder na próxima rodada, em duelo contra o Grêmio, em Porto Alegre, o Urubu terá chegado a incríveis 17 derrotas em 33 jogos, resultando num percentual de 51,5% de reveses.

G4 mais longe

Embora o discurso da comissão técnica e do grupo de jogadores vá na linha de que ainda é possível chegar entre os quatro melhores, a realidade da tabela aponta uma situação bem distinta. Parado nos 44 pontos e no 10° lugar, o Flamengo vê o Santos, quarto colocado, com sete pontos a mais faltando apenas seis jogos para a conclusão do campeonato.

Mesmo elogiado pelo presidente rubro-negro Eduardo Bandeira de Mello após a derrota para o Corinthians, o técnico Oswaldo de Oliveira convive com uma enorme pressão em função dos recentes maus resultados.

Publicidade

Nas últimas semanas, o técnico Muricy Ramalho teve o seu nome ligado ao Flamengo para um eventual trabalho em 2016.

O fato é que, sob comando de Oswaldo, o time conseguiu uma brilhante arrancada, chegou a entrar no G4, mas entrou em um enorme declínio, de onde ainda não conseguiu sair. A cada rodada, a Libertadores vai ficando bem mais longe. #Futebol #Crise