Vivendo má fase no Campeonato Brasileiro, o Atlético Paranaense agora amarga também mais um revés. A equipe do técnico Cristovão Borges não conseguiu frear o Sportivo Luqueño e, diga-se de passagem, sua fervorosa torcida, e perdeu pelo placar de 2 a 0 em Luque, no Paraguai.

O JOGO

A missão do Atlético Paranaense era relativamente tranquila em Luque, arredores de Assunção, Paraguai. O furacão havia vencido a partida de ida das quartas-de-final da Copa Sul Americana por 1 a 0 em Curitiba. Mas o nervosismo frente ao gol e, por que não, a falta de sorte, tiraram a equipe comandada por Cristovão Borges da competição.

Logo nos primeiros minutos da partida, o Sportivo Luqueño dava indícios de que havia entrado em campo com a certeza de que poderia superar o Atlético e avançar as semifinais.

Publicidade
Publicidade

Tanto é que logo aos três minutos da primeira etapa, o atacante Jorge Ortega aliou habilidade e raça ao dar um chapéu primeiro em Vilches e depois no goleiro Weverton e fazer um belíssimo gol, que naquele momento levava a partida para a loteria das penalidades máximas.

A torcida da equipe anfitriã fazia a festa e pressionava cada vez mais o time brasileiro, que não se deixou abater e partiu para o jogo. O nervosismo e, claro, a qualidade técnica do Luqueño brecaram quase todas as chances do Atlético, e o goleiro Chena praticamente não trabalhou nos primeiros 45 minutos. Aos 34, o meia paraguaio Mendieta sofreu falta de Hernandéz fora da área, mas o árbitro da partida marcou pênalti para o Sportivo.

O zagueiro Leguizamón cobrou e o goleiro Weverton fez a defesa, mas no rebote, o jogador paraguaio só completou para o gol, sem nenhum tipo de reação do Atlético.

Publicidade

Na segunda etapa, o Atlético-PR foi para o ataque de maneira mais consistente, e criou boas oportunidades com os atacantes Nikão e Walter, mas sem muita objetividade.

A melhor oportunidade do furacão foi em boa oportunidade de Nikão na frente do goleiro Chena, que bem posicionado executou a defesa. Ainda no fim da partida, Nikão foi expulso após dar uma cabeçada em Aldama. E esse foi o último ato do Atlético na Sul Americana. Fim de jogo: Sportivo Luqueño 2 x 0 Atlético-PR.

COPA SUL AMERICANA

Nas quartas-de-final da competição, o Huracán-ARG eliminou o Defensor-URU e aguarda o resultado de Santa Fé-COL x Indpendiente-ARG para conhecer seu adversário nas semifinais. Já o Sportivo Luqueño enfrentará o vencedor de River Plate-ARG x Chapecoense. #Futebol #Futebol Internacional