A imprensa britânica relata que Manchester United, Chelsea e Manchester City tem interesse em contratar Lionel Messi. A investigação espanhola contra Messi e sua família novamente abriu a porta para uma possível saída do atacante do Barcelona. Leo Messi, atacante argentino do FC Barcelona, ​​já anunciou em mais de uma ocasião seu interesse em terminar a carreira no FC Barcelona. Ele é o líder do clube e nunca mostrou sua intenção de sair.

No entanto, os desenvolvimentos mais recentes sobre os problemas com o IRS, e da perseguição que ele sofre, levaram a imprensa a especular sobre uma possível saída do atacante argentino do Barça quando a atual temporada terminar.

Publicidade
Publicidade

A partir daí, houve todo tipo de informação, especialmente da Inglaterra, onde é assegurado que os grandes clubes da Premier League querem acabar com esta situação e ficar com Messi.

Tanto o jornal 'The Sun', como o Daily Mirror, informaram nesta sexta-feira, 23, que o Manchester United, Manchester City e Chelsea já demonstram o desejo por Leo Messi, atacante argentino do FC Barcelona. Além disso, eles garantem que Messi aceitará falar sobre o assunto.

De acordo com o The Sun, "depois de 14 anos no Barcelona, Leo Messi gostaria de ser testado na Premier League e Manchester City, United e Chelsea estão interessados ​​pelo jogador, que ganhou quatro vezes o FIFA World Player of the Year". Messi tem contrato com o time catalão até 30 de junho de 2018. Sua cláusula de rescisão é de 250 milhões de euros.

Publicidade

Segundo estas informações, os contatos ocorreram durante as últimas duas semanas, aproveitando-se da lesão do jogador.

Contudo, em uma entrevista com a versão do Yahoo no Reino Unido, Messi descartou uma partida imediata. "Vamos jogar em outra liga? Eu não quero olhar muito longe. Vou viver o momento e agora estou com o Barcelona na Liga espanhola, onde fiz a minha vida e onde eu vivo muito bem ", disse ele.

As mesmas fontes afirmam que uma das razões para convencer Messi seria a pressão que está sofrendo o atacante pela Tesouraria. #Blasting News Brasil #Futebol Internacional #Corrupção no futebol