Neymar está sendo investigado pela Justiça espanhola. O tribunal não aceitou o pedido para que o processo continuasse somente na Catalunha e com isso haverá duas frentes na investigação. Na capital da Espanha (Madri), o jogador, juntamente com seu pai e os dirigentes do Barcelona, terão que responder à acusação de que talvez tenham omitido valores na transferência do Santos para o time espanhol. 

No estado da Catalunha, duas pessoas ligadas a transferência do brasileiro para o Barcelona (Sandro Rossel e Josep Bartomeu), vão ter que se justificar sobre por falsificação de assinatura no contrato. A Justiça Espanhola sabe que existem fortes indícios de que houve falha no contrato entre o time da Baixada (Santos) e o Barcelona.

Publicidade
Publicidade

O erro pode ser por volta de 17 milhões de euros. 40% do direito de venda, é do fundo de investimento DIS- Delcir Ide Sonda.

"Já temos conhecimento que o clube espanhol enviou mais de 16 milhões de euros para o Santos. Nesse caso poderia poderia ser considerado como uma violação criminal, e isso pode ser observado na resolução contratual da empresa DIS", disse Daniel, proprietário da empresa, que administra a carreira de muitos atletas.

Os membros do tribunal dizem que muitas partes do contrato, é possível que seja escondido o valor total e real da transação, por exemplo:

A predileção do clube espanhol na aquisição dos jovens que atuam na categoria de base (mais de 7,5 milhões de euros), ainda o jogo que ocorreu entre os dois clubes (mais de 4 milhões de euros).

A DIS sabe que o valor real da transação, foram mais de 89 milhões de euros.

Publicidade

Se a DIS estiver correta, o jogador deixou de repassar uma boa quantia dos direitos de venda.

A DIS mostrou provas, que são propostas de clubes ingleses (Manchester United e Chelsea), alemão (Bayern de Munique ) e o rival do Barcelona o Real Madrid. As 4 propostas ultrapassaram o valor de 17 milhões que o clube espanhol ofereceu. Isso deixa mais claro que realmente tem valores não declarados na transação.

De acordo com o jornal Marca, a controvérsia sobre a contratação do brasileiro, pois é na capital espanhola (Madri), que julgam casos como esse, no qual são pessoas que moram na Espanha, porém fizeram transações no exterior. #Futebol #Neymar #FC Barcelona