Ao ver-se em um emaranhado sem fim em relação ao desempenho ruim da #Seleção Brasileira, o técnico Dunga, mesmo perante a derrota para a Seleção Chilena na noite desta quinta (08), procurou ainda mostrar otimismo em relação ao desempenho estratégico e físico dos jogadores brasileiros e avaliou que não é agora a hora para alterar o atual quadro.

Após a partida, o técnico repetiu o seu mesmo argumento de que o time está entrosado, porém, precisa-se de algumas modificações levando em consideração a forma de atuar em campo e não grandes mudanças, pois, alguns pontos importantes de ataque e defesa ainda permanecem sólidos.

A questão mais árdua a ser respondida pelo técnico é que se ele tão bem avalia o atual quadro da Seleção Brasileira, então, por que mesmo nessas circunstâncias ainda saiu derrotado após os dois gols marcados pelos chilenos?

Os jogadores Miranda e Luiz Gustavo estiveram entre os poucos que afirmaram a superioridade chilena perante atuação dos brasileiros, mas enfatizaram o pedido de cautela e paciência ao torcedor brasileiro, pois acreditam que, nas próximas rodadas, o desempenho da Seleção irá melhorar gradativamente.

Publicidade
Publicidade

Daniel Alves declarou em entrevista pós-jogo que a Seleção Brasileira obteve várias oportunidades de sair com o resultado, o ataque estava mais sólido, a defesa bem arranjada, porém, essas chances foram desperdiçadas por lances e erros infantis, e reiterou que os jogadores não podem oscilar por conta desse resultado.

Em relação as finalizações, a CONMEBOL por meio de dados estatísticos mostrou que o Brasil "chegou" ao gol adversário em nove momentos, porém, apenas uma vez a bola foi em direção ao goleiro Claudio Bravo, enquanto os chilenos tiveram dez tentativas, com 70% de acerto no gol de Jefferson.

Em entrevista coletiva, o técnico Jorge Sampaoli destacou o tamanho da conquista obtida por meio dessa vitória, pois a Seleção Chilena era considerada como antiga "freguesa" do Brasil, pelo fato de que há quinze anos não superavam os brasileiros e ainda o mesmo reconheceu o desempenho mais fraco no primeiro tempo e uma significativa melhora no segundo tempo.

Publicidade

Os chilenos dividem a liderança das Eliminatórias com Uruguai, Equador e Colômbia. #Resenha Esportiva #Blasting News Brasil