Após deixar escapar o título do Campeonato Brasileiro da Série B no último sábado (14/11), diante da equipe do Santa Cruz, quando perdeu por 3 a 0, em casa, no Estádio Nilton Santos, o #Botafogo busca hoje à noite, às 21:30h, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. O estádio que também foi batizado com o nome de outro grande ídolo alvinegro, será o palco em que o Botafogo buscará restabelecer a confiança da torcida e o título antecipado do campeonato, e enfim coroar a temporada com estilo e comemorar o objetivo do retorno à elite do #Futebol brasileiro concluído.

O Botafogo chegou à Brasília ontem no final da tarde, e o técnico Ricardo Gomes falou em entrevista coletiva sobre a partida, e sobre o desempenho do time na última partida:

“A minha ideia é um time mais leve, e temos que jogar dessa forma.

Publicidade
Publicidade

Encontrar o foco para não termos dificuldades. O último jogo contra o Santa Cruz foi uma derrota que não esperávamos do jeito que aconteceu. Estávamos receosos quanto ao estado físico dos jogadores. Fomos organizados, mas sem aquela força necessária para ganhar qualquer tipo de jogo. Esse grupo oscilou sim, mas isso acontece em qualquer esporte. Sempre vai acontecer uma queda, mas não pode ser muito longa. Estou muito confiante que teremos duas vitórias convincentes nos dois últimos jogos".

“Contra o Santa Cruz, foi depois da festa do acesso, entramos relaxados, e aí é difícil encontrar o foco. Só os melhores do mundo conseguem isso. O cara dorme, acorda e joga bem. Estou bem confiante. Mas, se não acontecer, vamos ter mais uma final", emendou o comandante alvinegro.

Sobre as críticas e vaias da torcida após a derrota para o Santa Cruz, o comandante ressaltou:

"É assim mesmo.

Publicidade

Tem que jogar bem. Isso é um espetáculo. A grande maioria pagou para assistir ao jogo. O fato de ser um jogo do título, eles querem comemorar. Alguns até não querem, mas querem vencer a partida. E querem um bom espetáculo. É paixão. Se jogar mal, você vai ser vaiado. Não tem conversa. Não vai mudar".

Quando perguntado sobre jogar contra o ABC em Brasília, pregou o respeito:

“Eles jogam fora de casa assim como nós e certamente estão querendo mostrar serviço mesmo não tendo mais chances no campeonato. Temos que respeitar bastante”.

Ricardo também falou sobre vencer a competição, e como quer que a equipe se porte em campo, e busca a referência em jogos como contra o Bahia e o Náutico, nos quais a equipe alvinegra obteve a vitória:

“Temos os jogos contra o Náutico e Bahia como referência. Time bem organizado, jogadores extremamente concentrados. Quando se está concentrado, melhora a parte técnica”.

"Não era para estarmos na Série B, mas já que estamos, temos de fazer de tudo para vencer.

Publicidade

Toda vez que se veste a camisa do Botafogo, tem de vencer, seja amistoso ou o que for. Temos de evoluir daqui para frente. Brigar na primeira parte da tabela em 2016", concluiu o treinador.

Sobre a escalação do time, o técnico fez mistério e não confirmou a convocação. O alvinegro tem Carleto suspenso com o terceiro cartão amarelo, e Sassá lesionado, portanto o time deve entrar em campo com Jefferson, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Roger Carvalho, Diego Giaretta; Rodrigo Lindoso, Camacho, Willian Arão, Daniel Carvalho; Neilton e Navarro.

Já o ABC, do técnico Sérgio China deve jogar com Saulo, Reginaldo, Luizão, Adriano Alves e Marcílio (Ednei); Fábio Bahia, Rafael Miranda, Erivélton e Ronaldo Mendes; Bismark e Pingo. O clube potiguar tem os desfalques do atacante Rafinha, o volante Jackson, e o meia ex-botafoguense, Jeferson Paulista, que segue suspenso pelo STJD.

 

O árbitro da partida será Rodrigo Batista Raposo (DF), auxiliado por Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF) e Ciro Chaban Junqueira (DF). #Campeonato Brasileiro