A #Seleção Brasileira vai encarar a Argentina hoje, quinta-feira, 12, no estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, pela terceira rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia em 2018. Para esta difícil partida, o Brasil contará com um grande reforço.

#Neymar volta ao time depois de cumprir punição de quatro jogos, imposta pela CONMEBOL após o jogador se envolver em uma confusão com jogadores da Colômbia, em partida da Copa América realizada no Chile em junho deste ano.

A seleção treina desde o início da semana, porém, o treinador Dunga ainda faz mistério com relação a escalação do time que vai a campo na noite de hoje contra os argentinos.

Publicidade
Publicidade

Com o retorno de Neymar, certeza absoluta na escalação, um jogador precisará sair para dar lugar ao craque do Barcelona. Dentre os jogadores de ataque que iniciaram a última partida contra a Venezuela em Fortaleza, vencida pelo Brasil por 3x1, o mais cotado para perder a titularidade é o meia do Chelsea, Oscar.

No entanto, o atacante do Santos, Ricardo Oliveira, artilheiro do Brasil na temporada 2015 com 36 gols, e autor de um dos gols da seleção no último jogo contra os venezuelanos, também pode perder a vaga, caso Dunga opte por um esquema sem centroavante. Por fim, o meia-atacante Douglas Costa, que vive boa fase na Europa jogando entre os titulares do poderoso Bayern de Munique, é outro na lista dos jogadores que podem deixar o time titular para a entrada de Neymar.

Apesar de todo o mistério feito por Dunga, jornalistas esportivos que acompanharam o treino da seleção na manhã de ontem, quarta-feira, 11, na Arena do Corinthians em Itaquera (São Paulo), afirmam que o mais cotado para deixar o time principal é mesmo o meio-campista Oscar.

Publicidade

É o que garante o jornalista Gustavo Dantas.

“Tirar o Ricardo Oliveira e jogar em um sistema de jogo sem centroavante é muito arriscado para uma partida de tamanha importância como esta de hoje contra a Argentina. Além disso, Ricardo vive um ótimo momento. Apesar da idade já avançada, 35 anos, ele está marcando muito gols e está com a confiança lá em cima. Oscar deve ser sacado porque, diferente do jogador do Santos, vive uma fase ruim. Os argentinos vão pra cima porque precisam vencer, e o Brasil vai apostar em contra-ataques rápidos para matar o jogo. Oscar é lento e não se encaixa neste esquema”, diz o jornalista.

A provável escalação do Brasil deve ser: Alison (Cássio), Daniel Alves, Miranda, David Luiz e Filipe Luís. Luiz Gustavo, Fernandinho (Elias) e Willian. Douglas Costa, Neymar e Ricardo Oliveira. A partida entre Argentina e Brasil está prevista para iniciar às 22 horas (Horário de Brasília).

Neymar pode superar Zico

O atacante Neymar terá uma motivação a mais em sua volta à seleção brasileira para a partida de logo mais contra a Argentina.

Publicidade

É que o craque está a dois gols apenas de superar Zico e se tornar o quarto maior goleador da história da seleção “canarinho”. Zico, grande ídolo dos anos 70 e 80, marcou 48 gols com a camisa do Brasil. Neymar, em apenas cinco anos de seleção principal (2010-2015), já marcou 46 e está muito perto de superar o eterno “galinho”.

“Acredito que Neymar já supere Zico nestes dois próximos jogos do Brasil, contra a Argentina hoje em Buenos Aires e contra o Peru na terça-feira em Salvador. O jogador vive um ótimo momento no Barcelona, assumiu de vez a condição de ídolo e líder do time dentro de campo, sobretudo, devido a ausência de Messi, está bastante confiante e motivado e deve sim fazer duas grandes partidas nas Eliminatórias”, acredita o jornalista Gustavo Dantas.

Neymar está muito próximo de passar Zico na lista, contudo, terá que fazer muito mais gols ainda se quiser ultrapassar os outros goleadores do Brasil que estão à sua frente. Em terceiro lugar, está Romário, com 55 gols. Ronaldo, o “fenômeno”, é o segundo, com 62 tentos. E o primeiro da lista é Pelé, que marcou incríveis 77 gols com a camisa da seleção brasileira.

Confira o golaço de Neymar feito no último final de semana pelo Barcelona:

#Futebol