Não foi dessa vez que o brasileiro Thomaz Bellucci conseguiu tirar uma casquinha do melhor jogador do planeta, o sérvio Novak Djokovic. Na segunda rodada do Masters 1000 de Paris, Nole se manteve firme na partida e concedeu poucas brechas ao paulista, que até teve uma quebra de vantagem no primeiro set, mas sucumbiu em 7/5 6/3 em pouco mais de 1h30 de partida.

Essa foi a quinta derrota de Bellucci para Djokovic em cinco confrontos na carreira. Só em 2015, o brasileiro já havia perdido para o sérvio em duas ocasiões, nos Masters 1000 de Roma e Montreal. Na Itália, o principal tenista do Brasil ainda conseguiu vencer o primeiro set, mas veio a sofrer a virada.

Publicidade
Publicidade

"Eu acredito que esse jogo foi semelhante aos outros que eu fiz com ele nesse ano. Comecei bem a partida, e tive uma quebra. Se tivesse conseguido manter por mais tempo a vantagem, poderia ter sido diferente", avalia Bellucci, que, oficialmente, encerrou sua temporada após a partida de hoje, já que o torneio em Paris era o último do seu calendário.

O saldo do 2015 do jogador brasileiro não pode ser colocado como negativo. Com 30 vitórias e 30 derrotas, o jogador conseguiu dar um salto no ranking e voltou a figurar entre os 30 melhores do mundo. Ele ainda conquistou o título do ATP 250 de Genebra, na Suíça.

Djokovic, por sua vez, segue vivendo uma temporada dos sonhos. Com mais uma vitória, ele segue firme em busca de mais um título no ano. Na próxima rodada do torneio parisiense, ele terá pela frente o tenista local Gilles Simon, que, também nesta terça-feira, bateu o compatriota Benoit Paire, com parciais de 6/4 4/6 6/1.

Publicidade

#Entretenimento #Jogos #Tênis