A torcida alvinegra pode comemorar uma taça em 2015! Após ser vice-campeão carioca diante do Vasco no início da temporada, o já garantido na Série A do próximo ano, há duas rodadas atrás, quando derrotou o Luverdense em São Lucas do Rio Verde por 1 a 0, o Botafogo de Futebol e Regatas conquista o título da Série B do #Campeonato Brasileiro.

Com um placar modesto, o alvinegro carioca derrotou o ABC por 2 a 1, com gols de Roger Carvalho e William Arão, o ABC marcou com Erivélton.

O #Botafogo abriu o placar logo aos 8 minutos do primeiro tempo, em um escanteio cobrado por Daniel Carvalho no meio da grande área, o goleiro Saulo saiu mal e Roger Carvalho aproveitou e marcou de cabeça, deixando o alvinegro na frente.

Publicidade
Publicidade

Porém, o que parecia fácil acabou sendo complicado, o ABC fez jogo duro, e obteve o domínio da bola durante boa parte do primeiro tempo e conseguiu o empate aos 23 minutos, com Erivélton.

O Botafogo não repetia o bom início de partida, mas aos 32 minutos, Neílton após ganhar a bola no setor ofensivo dá um belo passe e deixa Willian Arão de cara com o goleiro Saulo, o camisa número 8 desloca o goleiro e bate no canto esquerdo de Saulo.

Na segunda etapa, o Botafogo manteve a posse de bola na frente, mas não conseguiu marcar, enquanto o ABC também não levou grande perigo ao gol do capitão Jeferson.

Resumo da temporada

345 dias após o rebaixamento no ano passado, e faltando três rodadas para o final da temporada atual, o Botafogo comemorou o retorno à elite do futebol brasileiro. Mesmo sob uma crisa financeira que vem rondando o clube há alguns anos, e após a saída do ex-mandatário alvinegro, que deixou o clube em maus lençóis, a nova diretoria encontrou um grande desafio, que seria retomar o prestígio de um clube que faz parte da história do futebol mundial. 

A atual cúpula de cartolas do alvinegro adotou um sistema de austeridade fiscal, limitando o teto salarial do elenco a valores que rondam os 50 mil reais, sendo o maior salário, o do goleiro Jeferson, ídolo mais recente do clube e atual goleiro da seleção brasileira.

Publicidade

Muitos jogadores que recebiam acima do teto foram dispensados, como no caso do volante Marcelo Mattos, e outras baixas como no caso dos atacantes Rodrigo Pimpão, Bill, Jobson e o jovem talentoso lateral-direito Gilberto, que foi negociado junto a Fiorentina.

Porém, mesmo sob a limitação financeira, as baixas no elenco, problemas administrativos e técnicos, o clube soube trabalhar sério, mantendo os salários em dia e fazendo apostas em jogadores que se destacaram na Série B de 2014, outros que não eram aproveitados nos seus clubes, e até o que já não jogava, no caso de Daniel Carvalho, que retornou de uma aposentadoria de mais de 2 anos.

Foram mais de 20 contratações ao longo da temporada, umas não deram certo, outras sim, nos casos de Willian Arão, Navarro, Renan Fonseca, Neílton, entre outros, hoje, valorizados no mercado.

Dos 37 jogos, a equipe somou até agora 71 pontos, restando ainda o último jogo contra o América Mineiro em casa, partida com expectativa de lotação do Estádio Nilton Santos, com a torcida do Botafogo querendo comemorar próxima do time.

Publicidade

Foram 21 vitórias, sendo 11 em casa e 10 fora, além de 8 empates e 8 derrotas.

Agora o que todos os amantes do futebol desejam é que o Botafogo de Futebol e Regatas, clube que possui torcida por todo o Brasil e pelo mundo, gigante do futebol brasileiro, não retorne nunca mais aos arredores das divisões inferiores do país. #Resenha Esportiva