Os ataques terroristas orquestrados em Paris na noite da última sexta-feira (13), reivindicados pelo grupo autoproclamado #Estado Islâmico, ligaram o alerta nos demais países da Europa e levantaram temor com relações aos demais eventos de grande porte que o Velho Continente deverá receber nos próximos dias. Segundo as autoridades francesas, 129 pessoas foram assassinadas e 352 ficaram feridas após os ataques dos jihadistas.

Ciente do momento delicado e da profunda consternação mundial com relação aos recentes fatos, a comunidade do #Tênis está preocupada com a realização do ATP World Finals, que se inicia já neste domingo (15), na O2 Arena, em Londres, na Inglaterra.

Publicidade
Publicidade

O torneio marca anualmente o encerramento do calendário do circuito e reúne os oito melhores jogadores da temporada.

Como Londres já tem um histórico de atentados em seu passado e o Reino Unido segue atuante nas ações contra o Estado Islâmico (EI), a Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) veio a público, por meio de nota oficial, tranquilizar os fãs e informar a ampliação do sistema de segurança da O2 Arena nos dias de disputas.

"Após os trágicos eventos ocorridos em Paris, nós revisamos nossos sistemas de segurança para atender a disputa do ATP Finals. A O2 Arena aumentou sua operação de segurança e a programação segue normal. A segurança está monitorada o tempo inteiro para que os visitantes tenham total tranquilidade", diz o comunicado da entidade.

Comidas e bebidas no interior do estádio e bagagens maiores que um laptop, por exemplo, serão barradas pela segurança na entrada da Arena.

Publicidade

Paris fica a poucas horas de Londres e foi a última cidade a receber um torneio envolvendo os melhores tenistas. Na semana passada, Novak Djokovic faturou o Masters 1000 de Paris.

Jogadores lamentam atentados

Diversos tenistas se pronunciaram lamentando profundamente os atentatos terroristas ocorridos em Paris nesta sexta-feira. 

"Estou destroçado por tudo o que ocorreu em Paris", disse o espanhol Rafael Nadal.

"Chocado, entristecido, horrorizado... sem palavras", resumiu o sérvio Novak Djokovic.

"Meu coração dói com Paris", admitiu a norte-americana Serena Williams.

"Minhas condolências e apoio a todos os afetados e seus familiares", desejou o espanhol David Ferrer. #Terremoto