Acontece nesta manhã de 31 de dezembro em São Paulo Capital a 91º edição da Corrida de São Silvestre com percurso estipulado em 15 km.

O evento será acompanhado minuto-a-minuto com atualizações em tempo real da disputada prova do calendário mundial.

O evento é um dos mais importantes e tradicionais do Brasil, onde já contou com atletas de renome mundial, a exemplo de Franjo Mihalic, Gaston Roelants, Frank Shorter, Carlos Lopes, Arturo Barrios, Ronaldo da Costa, Priscah Jeptoo, Derartu Tulu e o tcheco Emil Zatopek conhecido como "A locomotiva humana" a corrida teve inicio em 1925 e somente em 1975 e passou a aceitar a participação feminina no evento. 

O maior vencedor da história da São Silvestre foi o queniano Paul Tergat, vencendo a prova por seis vezes, entre as mulheres Rosa Mota foi a maior vencedora conseguindo o feito por 5 vezes consecutivas. 

Ex-corredor e treinador apostas em seus pupilos!

Esta ano a prova conta novamente com nomes de peso como o etíope Dawit Admasu e Edwin Kipsang, ganhador da São Silvestre de 2013 com o tempo de 43min47 em 2012 com 44min05, treinados pelo brasileiro Moacir Marconi que também é empresário dos atletas, o atleta em que Moacir aposta, é o campeão de 2014 que de acordo com o técnico vem trabalhando especificamente para essa prova desde outubro com possibilidade de repetir o feito. 

Entre os brasileiros, Giovanni dos Santos aparece também como favorito, vencedor por quatro vezes da Volta da Pampulha e da meia maratona de São Paulo, provas importantes do calendário de fundismo, confiante em quebrar o jejum de quase 5 anos, pois o último brasileiro a vencer a São Silvestre foi Marílson Gomes dos Santos, na prova de 2010.

Publicidade
Publicidade

Joziane Cardozo, oitava na corrida de 2014, Sueli Pereira, Cruz Nonata e Tatiele de Carvalho, são os nomes de destaques para dar ao Brasil, depois de quase dez anos sem vitórias, uma alegria na São Silvestre. 

O último brasileiro a chegar em primeiro numa prova de São Silvestre foi em 2010, feito conseguido pelo brasiliense Marílson Gomes dos Santos, e entre as mulheres o jejum já dura quase 10 anos, desde 2006, quando venceu a prova Lucélia Peres. 

Para "Coquinho" como é conhecido, o maior adversário de seus pupilos não é o brasileiro, seus atletas Edwin Kipsang e Dawit Admasu é Stanley Biwott tem como maior adversário o queniano que faturou a maratona de Nova York 2015. 

Na prova do ano passado o Brasil se garantiu no podium, mas apenas com quinto lugar, conquistado por Giovani dos Santos na prova masculina, a hegemonia etíope não foi quebrada, vencendo a prova o etíope Dawit Admasu, e sua compatriota Ymer Wude Ayalew garantiu vitória no podium feminino.

Publicidade

Os africanos já fazem dobradinha no podium a quatro edições. 

A largada da prova será as 09h00minh da manhã, na altura da Rua Frei Caneca e a chegada tradicional na Avenida Paulista, em frente à Fundação Casper Líbero.

Como de praxe, o pelotão feminino de elite parte 20 minutos após a largada geral as 09h00 (Horário de Brasília) começando a prova de elite feminina por volta de 9h:20. 

Informação atualizada em 31/12 as 7h42min

Atenção para o transito agora de manha até o final da prova:

9 horas - Interditada a Rua São Carlos do Pinhal, entre Alameda Campinas e Viaduto Professor Bernardino Tranchesi.

10 horas - Liberadas a transposição na Avenida Paulista via Rua Haddock Lobo, Augusta - Peixoto Gomide e Alameda Casa Branca.

13 horas - Liberada a Avenida Paulista a Consolação e Augusta, além da transposição pela Avenida Brigadeiro Luís Antônio - Rua Pamplona - Alameda Joaquim Eugênio de Lima - São Carlos do Pinhal

14h30 horas - Avenida Paulista para transito normal

Informação atualizada em 31/12 as 10h42min

No Masculino

Mais uma vez os africanos foram os grandes destaques da 91º edição da São Silvestre, os brasileiros não tiveram grandes chances na prova disputada nesta manha de 31 de Dezembro.

Publicidade

Triunfou o queniano Stanley Biwott na categoria masculino com a marca de 44m31 e com Leul Aleme da Etiópia marcando 44m34, apenas 2 segundos de diferença.

No feminino:

A etíope Yimer Wude Ayalew foi a grande vencedora, com 54m01 e Delvine Meringor do Quenia cravando 54m03, apenas dois segundos de diferença, numa prova disputatidíssima até os momentos finais.

A etíope Ayalew, completou a prova com o tempo de 54m01, ela que no ano passado ficou com a primeira colocação, e na corrida de 2008 também ocupou o primeiro lugar no podium. Sueli Pereira foi a brasileira melhor colocada acabando em quarto colocação final (com 54m15) seguida de Joziane Cardoso (54m22.) marcando duas presenças brasileiras no podium

Com estes resultados, completamos agora cinco anos de jejum absoluto dos brasileiros na categoria masculina e dez anos na feminina.

Na prova masculina também houve muitas emoções e um final disputado também até os últimos metros finais, com Stanley Biwott, ultrapassando o etíope Leul Aleme num fantástico sprint no final, completando os 15 quilômetros com o tempo de 44m31 contra 44m34 de Leul Alena.

Entre os brasileiros a melhor colocação ficou com Giovani dos Santos na quinta colocação, cravando 44min58. #Jogos #É Manchete! #Alimentação Saudável