O campeão nacional contra o campeão da copa nacional. Um duelo comum em muitos países do mundo, habitualmente chamado de Supercopa. Normalmente a disputa da Supercopa é o jogo que abre a temporada e, em alguns casos como na Itália, é um jogo festivo disputado em partida única e no exterior. Na última edição, a Juventus derrotou a Lazio em Shangai, China. Até a Argentina, que não possuía este jogo em seu calendário, aprovou o início em 2012. No Brasil, o interesse neste tipo de torneio sempre foi baixo. Com a estabilização da fórmula do #Campeonato Brasileiro em pontos corridos (e, por consequência, um calendário um pouco mais racional) e a reformulação da fórmula da Copa do Brasil, o interesse de muitos torcedores pela Supercopa aumentou.

Publicidade
Publicidade

Ano após ano, os rumores da volta da Supercopa do Brasil se apresentam, mas de concreto, nada. Neste ano, a competição poderia ter sido feita com um jogão recheado de rivalidade: Atlético Mineiro x Cruzeiro. No ano que vem, outro confronto cheio de polêmica, história e rivalidade: #Corinthians x Palmeiras

A CBF criou a Supercopa do Brasil em 1990. O regulamento seguia o que é de praxe em outros países: o campeão brasileiro enfrentava o campeão da Copa do Brasil. Em 1990, em jogos de ida e volta, o Grêmio, campeão da Copa do Brasil 1989, conquistou a primeira edição superando o Vasco, campeão brasileiro de 1989. No ano seguinte, a fórmula passou a ser em jogo único, e o Corinthians, campeão do Brasileirão em 1990, derrotou o Flamengo, vencedor da Copa do Brasil. Desde então, nunca mais houve este 'tira-teima'.

Publicidade

O calendário apertado, as denúncias de corrupção na CBF e na FIFA e a pouca habilidade dos dirigentes brasileiros em promover um jogo deste quilate, talvez sejam os maiores motivos pelos quais não se cogita a realização desta partida. 

Em 2016, Corinthians e #Palmeiras têm um calendário apertado pela frente. O 'Timão' estreia na temporada na 'Florida Cup', torneio amistoso nos Estados Unidos. Na volta já encara Campeonato Paulista e Copa Libertadores. O 'Verdão' não joga nos EUA, mas enfrenta Paulistão e Liberta também. Apesar disso, o fato é que muitos torcedores gostariam de ver este jogo. Uma taça a mais na sala de troféus, o 'tira-teima" entre os principais campeões do país no ano anterior e, acima de tudo, uma partida para jogar lenha na fogueira da rivalidade centenária entre os dois clubes. Hoje, o país quer Corinthians x Palmeiras, a torcida paulista quer mais ainda. Mas, infelizmente, nada indica que esta nova competição seja incluída no calendário do futebol nacional em 2016.