Apesar de não existirem informações detalhadas, o presidente da Conmebol - Juan Angel Napout - confirmou que a entidade trabalha para criar um ranking baseado no histórico das equipes sul-americanas nos últimos dez anos. A ideia é que, com isso, o torneio fique mais disputado e emocionante.

A forma antiga considerava como cabeças-de-chave os campeões dos principais torneios de seus países. No Brasil, por exemplo, em 2014-2015, foram cabeças-de-chave os campeões do Campeonato Brasileiro (Cruzeiro) e da Copa do Brasil (Atlético-MG), considerados no sorteio como BRASIL 1 e BRASIL 2

A vantagem de liderar um grupo é relativa e depende muito do momento dos times na competição.

Publicidade
Publicidade

Se fosse adotada a fórmula anterior, #Corinthians e #Palmeiras não dividiriam o mesmo grupo, mas, como referência, tanto Corinthians quanto Palmeiras poderiam enfrentar Grêmio, Atlético-MG ou São Paulo.

Ser cabeça-de-chave significaria, então, não cruzar na segunda fase com os principais campeões dos países integrantes da competição (Argentina, Brasil, Colômbia, Peru, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Venezuela, Uruguai e México). 

Era, não é mais. Se mantida a afirmação do Presidente da Confederação (considerar primordialmente os últimos dez anos da competição), há a possibilidade de cruzamento, já na fase de grupos, de Corinthians e Palmeiras, já que, em tese, Corinthians (campeão em 2012), Atlético-MG (campeão em 2013), São Paulo (campeão em 2005) e Grêmio (bicampeão da competição) possuiriam melhores campanhas.

Publicidade

E mais, a depender do critério de pontuação dos times no ranking, haveria a possibilidade de que, tanto Corinthians, quanto Palmeiras, não ocupassem posições de referências na competição (apesar de vencedores das duas principais competições nacionais).

A inspiração da Confederação Sul-americana para alterar a definição dos grupos parece ter sido inspirada pela forma com que a UEFA organizava os grupos na Champions League, priorizando o histórico dos times na competição (e não a colocação dos times em suas competições locais). Contudo, a entidade europeia recentemente alterou tal regra, dando ênfase aos campeões das principais ligas europeias, que passaram a ser, então, os destaques.

O principal campeão da Libertadores no continente, considerando os últimos dez anos, é o Internacional, campeão em 2006 e 2010, que fatalmente conseguiria um lugar de destaque se tivesse obtido a classificação para a próxima competição.

O sorteio dos grupos da Copa Libertadores está marcado para o dia 22 de dezembro de 2015, em Luque, no Paraguai, onde encontra-se a sede da Conmebol.  #Futebol Internacional