A carreira de Gleison Tibau começou em 1998, quando o jovem, então com 15 anos de idade, começou a lutar. Dois anos antes ele já havia começado a treinar, e poucos poderiam prever seu sucesso nessa época, mas é fato que o histórico do lutador na UFC (Ultimate Fight Championship) conquistou um cartel invejável, com nada menos que 32 vitórias contra 11 derrotas. Seus primeiros títulos vieram de conquistas em âmbito estadual, conquistando o Campeonato Estadual do Rio de Janeiro tanto de Jiu-Jitsu como de Wrestling. Após defender a equipe Kimura, da região nordeste, Tibau acumulou experiência e agora treina na famigerada equipe American Top Team.

Publicidade
Publicidade

DOPING

Depois de ser provisoriamente suspenso por ser apanhado no exame antidoping - mesmo estando fora do período das competições - o atleta foi notificado pela USADA, a agência antidoping dos Estados Unidos da América, no dia 4 de dezembro, quando foi divulgado o resultados dos exames colhidos no dia 7 de novembro, quando enfrentou Abel Trujilo no Ibirapuera, na cidade de São Paulo. O atleta peso leve do Rio Grande do Norte que hoje vive em Las Vegas declarou em entrevista que "como homem responsável que sou, jamais acreditei ter ingerido algo que possa fantasiar meus rendimentos. Me policio ao máximo para ter uma vida saudável fora do esporte, e dentro dele, honesto, limpo. Treino arduamente, me entrego ao esporte. Porém, não posso simplesmente virar de costas para a notificação da Usada, uma instituição de credibilidade e que tem como missão coibir o jogo sujo, o doping".

Publicidade

Disse ainda que lamenta, pedindo desculpas ao time e a todos os atletas que compartilham de sua profissão, e ainda colocou-se à disposição para uma revanche, caso lhe seja solicitado por qualquer um de seus ex adversarios, especialmente Trujilo. A vitória conquistada no round inicial em São Paulo contra o lutador mexicano pode ser contestada, mas as resoluções se darão num julgamento posterior da USADA, ainda sem data prevista para acontecer. Isso não deve apagar o brilho que Rafael dos Anjos, brasileiro atual detentor do cinturão na categoria peso leve da UFC (que defendeu com sucesso seu título no último dia 20) está recebendo, afinal, depois que José Aldo perdeu sua luta e consecutivamente o título, o cenário dos brasileiros na UFC estava parecendo ameaçado. #Entretenimento