Os insucessos na carreira de Alex de Souza, o ex-craque Alex, não foram encobertos em sua mais nova biografia, lançada recentemente, e escrita por Marcos Eduardo Neves. Em 2000, o meia teve uma frustrada passagem pelo #Flamengo após um curto empréstimo junto ao Parma, da Itália. Segundo ele, a estrutura do clube carioca não era nada boa.

“O clube estava muito bagunçado naquele momento. Mas eu acredito que eu poderia ter rendido mais, dado algo a mais e cumprido o contrato até o fim. Suportado a falta de estrutura. No fim, acabei saindo na primeira chance que teve. Mas valeu muito pelo aprendizado”, contou.

Curiosamente, aquele Flamengo montado no ano de 2000 reunia grandes craques daquele período do #Futebol brasileiro.

Publicidade
Publicidade

Além de Alex, o time também contava com nomes como Denílson, Adriano, Reinaldo, Juan, Petkovic e Gamarra. Mesmo assim, em campo a equipe não “deu liga” e não conquistou grandes títulos. Um ano depois, já sem Alex, o Fla venceria o Carioca de 2001.

No fim de 2000, alguns problemas no que diz respeito ao pagamento de salário abreviaram a passagem de Alex pela Gávea. O jogador se viu obrigado a entrar na Justiça para obter os seus direitos. No livro, o meia revela descontentamento com a forma que o então presidente do clube na época, Edmundo Santos Silva, lidou com essa situação.

“Se o Fla tivesse um mínimo que fosse de organização, certamente ganharia muitos títulos. É absurda a força que a torcida tem. De 2000 para cá, ganharam apenas um Brasileirão. O Flamengo tem a mesma estrutura do Coritiba atualmente”, destaca Alex.

Publicidade

#Livros