Campeão brasileiro, liderando o meio-campo do #Corinthians, Renato Augusto confirmou nesta segunda-feira, 07, a expectativa da crítica e levou o prêmio de melhor jogador da temporada na 46ª edição da 'Bola de Prata' 2015. A principal premiação do #Futebol brasileiro, promovida pela revista Placar e pelo canal de TV por assinatura ESPN Brasil, foi entregue aos principais destaques no país em 2015, um dia após o encerramento do campeonato nacional.

Renato recebeu a 'Bola de Ouro' com média de nota 6,55 nos 30 jogos em que atuou neste #Campeonato Brasileiro. Os números também renderam ao jogador a 'Bola de Prata' – ele dividiu a posição com Jadson, também do Corinthians.

Publicidade
Publicidade

A última vez que o clube tinha ficado com a premiação nesta posição acontecera em 1999, com Marcelinho Carioca.

O atacante Ricardo Oliveira foi um dos representantes do Santos na 'Bola de Prata', com dois prêmios: 'Bola de Prata' (artilheiro do Brasileiro) e 'Chuteira de Ouro' (principal artilheiro da temporada) de 2015. O jovem Gabriel ficou com o prêmio de revelação.

O Grêmio se destacou na premiação, com a indicação de quatro nomes entre os melhores: Marcelo Grohe, Rafael Galhardo, Pedro Geromel e Luan. Os gaúchos, que terminaram o Brasileiro na terceira posição, igualaram o número de indicados do campeão Corinthians, que também teve os atletas Elias e Gil premiados.

Prestes a se aposentar do futebol, o goleiro são-paulino Rogério Ceni foi condecorado com o prêmio "Conjunto da Obra".

O PRÊMIO

Jornalistas da Placar e da ESPN Brasil concedem notas de 0 a 10 aos jogadores em todas as partidas – a partir de 16 jogos, o atleta já está apto a participar da premiação.

Publicidade

O empate na média obtida dá a 'Bola de Prata' a quem tiver o maior número de jogos. A 'Bola de Ouro', principal destaque do futebol brasileiro no ano, fica com quem obtiver a melhor média entre os 'Bolas de Prata'.

A LISTA DOS CAMPEÕES DA 46ª BOLA DE PRATA PLACAR/ESPN BRASIL

GOLEIRO

Marcelo Grohe (Grêmio) – 6,15 (em 23 jogos)

LATERAIS

Rafael Galhardo (direito, Grêmio) – 5,88 (em 33 jogos)

Douglas Santos (esquerdo, Atlético-MG) – 6,00 (em 31 jogos)

ZAGUEIROS

Gil (Corinthians) – 6,13 (em 34 jogos)

Pedro Geromel (Grêmio) – 6,13 (em 31 jogos)

VOLANTES

Elias (Corinthians) – 6,28 (em 23 jogos)

Rafael Carioca (Atlético-MG) – 6,15 (em 36 jogos)

MEIAS

Renato Augusto (Corinthians) – 6,55 (em 30 jogos)

Jadson (Corinthians) – 6,38 (em 34 jogos)

ATACANTES

Luan (Grêmio) – 6,34 (em 32 jogos)

Lucas Pratto (Atlético-MG) – 6,15 (em 36 jogos)

BOLA DE OURO – padrinho: Tite

Renato Augusto (Corinthians) – 6,55 (em 30 jogos)

ARTILHARIA e CHUTEIRA DE OURO (maior goleador do ano)

Ricardo Oliveira (Santos) – 20 gols no Brasileiro; 38 gols na temporada

REVELAÇÃO – prêmio “O Despertar da Força”

Gabriel (Santos)

CONJUNTO DA OBRA

Rogério Ceni (São Paulo)