Oficialmente, Muricy Ramalho é o novo técnico do #Flamengo. No final da tarde desta terça-feira (8), ele já concederá entrevista coletiva e falará como comandante do clube da Gávea. Na noite de segunda, Eduardo Bandeira de Mello foi reeleito na presidência do Flamengo e anunciou o nome do ex-treinador do São Paulo.

Recentemente, Muricy destacou que o Flamengo estava reorganizado e que não "atrasou salário em nenhum dia de 2015". Tamanha organização o seduziu para aceitar o desafio e comandar o clube nos desafios da temporada de 2016. Mas, para o jornalista e repórter da TV Globo, Mauro Naves, o técnico terá vida curta no Urubu caso essa organização não se confirme na prática.

Publicidade
Publicidade

"Olha, eu não sei quanto tempo ele fica no Flamengo, não. Se a casa não estiver realmente organizada, ele não vai ficar muito tempo. Ele quer algo sério. Ouço bastante dizerem que o caixa está em dia, que o salário está em dia. Mas dou dois meses no máximo para o Muricy. Se não tiver tudo direitinho, ele não fica. Isso porque ele está diferente, está mudado. Se fosse o velho Muricy, ficava apenas um mês", disse o jornalista durante o programa Seleção SporTV, do canal SporTV, nessa segunda-feira.

Por outro lado, Naves acredita que o Flamengo é o clube carioca mais bem preparado e que tem o futuro mais promissor em 2016. Vale lembrar que o Vasco caiu para a segunda divisão, o Botafogo voltou para a Série A e o Fluminense terminou o ano sem muitas aspirações.

"Projetando 2016, vejo o Flamengo um pouco melhor que os demais do Rio.

Publicidade

Está bem e está melhor financeiramente, e vai ter o Muricy Ramalho. Quanto ao Botafogo, que está voltando agora para a elite brasileira, Fluminense, e o Vasco, que caiu, eu não consigo imaginar grandes reações para a temporada que vem", destacou.

Além de Muricy, o Flamengo firmou um novo reforço para 2016. Trata-se do zagueiro Juan, que permaneceu por três temporadas no Internacional, de Porto Alegre. Juan voltará ao clube que o revelou, já que o defensor integrou o elenco rubro-negro entre 1996 e 2002. #Futebol