Um ídolo das antigas do São Paulo pode estar voltando ao Morumbi. O zagueiro uruguaio Diego Lugano está na mira dos dirigentes são paulinos para integrar o elenco do São Paulo, que esperam contar com o jogador para a disputa do maior torneio da América do Sul, a Copa Libertadores da América.

Lugano seria um reforço de peso no ponto de vista de toda a diretoria do São Paulo e também da comissão técnica, sendo que sua experiência internacional e liderança não agradariam somente aos jogadores, mas também aos torcedores que sempre pediram a volta do jogador desde sua saída em 2006.

A torcida são paulina guarda muitas boas lembranças do jogador que também sempre foi destaque na seleção do seu país, na última Copa do Mundo, Lugano foi capitão do Uruguai e também levantou a taça da conquista da Copa América de 2011.

Publicidade
Publicidade

Segundo declarações do agente do jogador Juan Figer, o contrato do uruguaio já se encontra no departamento jurídico do São Paulo para análise, sendo que em pouco tempo será enviada uma proposta ao jogador que por sua vez demonstrou grande interesse em voltar ao #Futebol brasileiro.

O técnico do São Paulo também já aprovou a indicação de Lugano e aguarda ansioso em poder contar com o jogador para a Copa Libertadores da América.

O São Paulo quer o jogador ao seu elenco sem precisar retirar dinheiro de seus cofres, já que existem cláusulas no contrato do jogador que permitem negociações nessa modalidade.

Atualmente, Diego Lugano joga no futebol paraguaio atuando pelo Cerro Porteño. Está com 35 anos e após sua passagem vitoriosa pelo São Paulo no qual se sagrou campeão Paulista, campeão da Copa Libertadores da América, campeão do Mundial de Clubes da FIFA e campeão Brasileiro, teve passagens por Fenerbahçe, Paris Saint Germain até chegar ao Cerro Porteño.

Publicidade

Em todos os times que jogou sempre se destacou pela garra e pela raça a qual defende as cores de seu time, qualidades fundamentais para mudar a atual imagem do time do São Paulo que também está em busca de novos ídolos, após a aposentadoria do seu ídolo maior, Rogério Ceni.

  #Futebol Internacional #Copa Libertadores 2016