Os Gunners começaram a partida pressionados pela vitória do atual líder da Premier League, Leicester City, frente ao Stoke City na tarde de ontem. A missão não era nada fácil, já que se tratava de um confronto contra o rival Chelsea, que encontra-se em recuperação após a chegada do técnico holandês Guus Hiddink.

A partida começou com um Arsenal tentando manter a posse de bola e pressionando o Chelsea, mas não conseguia chegar ao gol de Courtois com real perigo. O Chelsea apostava na velocidade de William pela direita do seu ataque; o meia teve a primeira grande chance do jogo aos 15 minutos do primeiro tempo, mas Peter Cech, bem colocado, fez a defesa.

Publicidade
Publicidade

O jogo se manteve equilibrado até aos 18 minutos, quando William fez um belo passe para Diego Costa que sairia na cara do gol. Aí, Mertesacker deu um carrinho e o árbitro, de maneira equivocada, marcou falta e por ser o último homem da zaga dos Gunners foi expulso, deixando o Arsenal com um a menos logo no início do jogo. Com a expulsão de Mertesacker, Wenger promoveu a entrada de Gabriel Paulista no lugar de Giroud, que saiu frustrado com a substituição.

O Chelsea, com um jogador a mais, não demorou muito para abrir o placar. O gol veio aos 22 minutos com Diego Costa. Após cruzamento na pequena área de Ivanovic, o atacante brasileiro naturalizado espanhol se antecipou escorando para o gol. O Arsenal ainda teve chance de empatar no fim do primeiro tempo, quando Ramsey fez bela jogada e cruzou para Flamini sozinho no meio área, mas o volante desperdiçou grande chance para empatar.

Publicidade

    

O segundo tempo voltou com o Chelsea pressionando mais e empurrando o Arsenal para o seu campo de defesa, pressão que não durou muito tempo. Wenger, por sua vez, promoveu outra substituição nos Gunners, entrando Sanchez no lugar de Campbell. E logo após a entrada de Sanchez, o Arsenal teve a chance do empate após saída ruim de Courtois, mas Zouma travou o chute de Sanchez na pequena área. Aos 23 minutos do segundo tempo, Diego Costa saiu lesionado, dando lugar a Remy. 

O jogo ficou morno após os 20 minutos do segundo tempo, o Chelsea satisfeito com a vantagem e o Arsenal tentando chegar, mas sem criar grandes chances. Após os 30 minutos, o jogo voltou a esquentar com o Arsenal indo para o tudo ou nada, enquanto o Chelsea apostava nos contra-ataques, principalmente com a entrada de Hazard aos 31 minutos da segunda parte. O Chelsea perdeu três chances de matar o jogo, duas com Remy e uma com William. Já o Arsenal, mesmo com todo esforço, não conseguiu o empate, desperdiçando a chance de atingir a liderança.

O Arsenal se mantém na terceira posição como iniciou a rodada com 44 pontos, 3 pontos a menos que o líder Leicester City. Já o Chelsea, em franca recuperação, chegou a 28 pontos e ocupa o 13°lugar. #Futebol Internacional