Copa São Paulo de Futebol Junior é considerada uma vitrine para jovens que sonham com o profissional. Dezenas de jovens disputarão a partir de hoje o título da Copa São Paulo de #Futebol Junior, a Copinha 2016.

Serão 112 clubes divididos em 28 grupos com quatro times cada, o que é inédito em todas as edições do campeonato, devido à grande quantidade de clubes. O atual campeão, #Corinthians, é também o maior vencedor do torneio, que somam um total de 10 títulos, iniciando hoje a caminhada para conquista do bicampeonato.

A novidade é que nesta edição, o torneio contará com a participação de um time do Haiti, os Pérolas Negras.

Publicidade
Publicidade

O time foi criado em 2011, por meio de um projeto social, logo após um ano do terremoto que matou cerca de 205 mil pessoas. O time, já tinha estado em 2014 no Brasil para enfrentar a seleção das favelas.

Além do título significar muito para os respectivos clubes, ainda representa uma grande chance para os garotos que sonham com a possibilidade virarem profissionais, coisa perfeitamente possível, uma vez que o torneio se torna um grande meio de avaliação e de interesses de clubes nacionais e internacionais.

Diversos grandes jogadores, reconhecidos internacionalmente iniciaram suas carreiras, jogando a Copa São Paulo de Futebol. Dentre eles o destaque do time do Barcelona em 2015, Neymar, participou do torneio quando ainda jogava pelo time do Santos. O jogador ganhou ótima visibilidade devido a grandes atuações durante o campeonato.

Publicidade

Ainda muito jovem, ganhou a oportunidade e foi integrado ao time principal e daí não parou mais de crescer.

História como a dele, surge ano a ano em cada uma das edições. Além disso, os clubes têm a oportunidade de avaliar seus jogadores da base, que durante todo o campeonato mostram ser grandes promessas. Atualmente, o time do Santos é o time que mais tem revelado jogadores da base. Em 2015 o time teve ao menos 5 jogadores que ganharam oportunidades e foram responsáveis pela boa atuação do time, culminando com a disputa da final da Copa do Brasil, vencida pelo time do Palmeiras.

Não investir na base é um erro muito comum dos clubes brasileiros. E isso fica evidente quando se assiste as partidas deste campeonato, que apresenta diversas possibilidades de novos craques.

Devido esta diligência, cada vez mais garotos são levados para clubes do exterior sem sequer chegarem ao profissional de seus respectivos times. #Educação