Renato Sanches é um dos jovens talentos mais desejados do mundo do futebol atualmente, porém ainda não valerá os 65 milhões avançados pela imprensa, pelo menos não para o Manchester United. Tal como garante Steve McManaman, ex-internacional inglês e com fortes contatos com o Manchester United, por trabalhar no BT Sports, os 65 milhões “são ridículos” e não correspondem nem de perto à realidade, por ser uma “loucura” dar um valor dessa natureza por um jovem. Em contrapartida, o United terá avançado com uma proposta, mas “apenas” de 40 milhões de euros.

Caso se confirmasse, 65 milhões de euros (cerca de 227 milhões de reais, na cotação atual) na contratação de um jogador no campeonato português seria um recorde absoluto em Portugal, porém, ao que tudo indica, esse recorde não vai ser confirmado.

Publicidade
Publicidade

Ainda assim, tal como garante o site português “Sapo Desporto”, o Benfica já terá recebido uma proposta na ordem dos 40 milhões de euros por um dos seus maiores talentos, Renato Sanches, que somente tem 18 anos de idade e ainda com pouca experiência em termos internacionais.

“É uma história ridícula. Dar 65 milhões por um jovem é uma loucura”, garantiu o antigo internacional português, Steve McManaman, que além de ter contatos privilegiados com vários times de Inglaterra, jogou enquanto profissional em clubes como o Liverpool, Real Madrid e terminou sua carreira no Manchester City na década passada, precisamente o maior rival do Manchester United.

Assim, tal como indica a imprensa internacional, longe dos 65 milhões, mas ainda uma proposta de grande dimensão, o United teria oferecido a quantia de 40 milhões de euros por Renato Sanches, que tem sido observado em seus jogos pelos grandes colossos europeus, cada vez mais entusiasmados com a possibilidade de contarem com uma das maiores promessas do futebol mundial.

Publicidade

Para já, tal como garante a imprensa internacional, Newscastle e Swansea estão também concorrendo pelo jogador do Benfica, sendo que todos esses clubes têm a capacidade financeira necessária para chegar a valores muito altos, sobretudo graças aos contratos milionários que cada um fez na venda dos direitos televisivos. #Negócios #Europa #Futebol Internacional