O Flamengo acertou a locação do estádio Giulite Coutinho, em Édson Passos com o América RJ, onde ficou acordado que os três primeiros jogos que o rubro-negro terá como mandante, válidos pela primeira fase do Campeonato Carioca acontecerão no referido local. A decisão bilateral foi oficializada nessa sexta-feira (15/01/2016).

Só que o clássico contra o Fluminense, que ocorrerá na quinta rodada, não acontecerá no munícipio de Mesquita, porém segue sem definição onde será realizado o clássico. E esse embate será um dos mais disputados na atual temporada no #Futebol da região, pois ambos os clubes estão formando fortes equipes.

Publicidade
Publicidade

O primeiro duelo do clube da Gávea no local será justamente na primeira rodada, contra o Boavista, que recentemente anunciou a contratação Leandrão, que pertence ao Vasco, e que atualmente está com 32 anos. O adversário do “mengão” está otimista, relembrando o feito positivo do clube em 2014, quando se sagrou campeão da Taça Rio e foi terceiro na Copa Rio.

Esse confronto acontecerá no dia 30 de janeiro, às 19h30. Já os outros dois adversários do rubro-negro carioca no Giulite Coutinho serão o Resende, na sétima, e o Bangu, na oitava rodada da competição.

Mas a preocupação do time comandado por Muricy Ramalho não é somente no início do cariocão 2016, o foco principal é tentar a viabilização de um estádio que abrigue pelo menos a maioria das partidas do clube na atual temporada, em todas as competições que irá disputar.

Publicidade

E a intenção do #Flamengo é que consiga contratos vantajosos e que garantam um local para atuar como mandante, conseguindo êxito financeiro, de público e que sirva como um “caldeirão” para que sua equipe realize excelentes campanhas nas próximas temporadas, em campeonatos regionais, nacionais e internacionais.

Com tudo isso, fica mais evidente que um clube grande como o Flamengo necessita de um estádio próprio, pois além de ter a maior torcida do Brasil, é um clube que possui uma grande quantidade de títulos expressivos, como Libertadores e Mundial, em seu currículo, e tem a necessidade urgente de se modernizar e conseguir fontes de receitas interessantes, que só um estádio, ou arena, é capaz de gerar.