O imperador Adriano pode estar se preparando para voltar ao gramados. O ex- atacante da #Seleção Brasileira apareceu para a imprensa nove quilos mais magro e aparentando uma forma física muito melhor e também um comportamento diferente do que era percebido anteriormente.

O último clube que Adriano defendeu na sua carreira de jogador foi o Atlético Paranaense no ano de 2014. Sua passagem pelo clube paranaense foi um total fracasso. Permaneceu apenas quatro jogos e marcou um gol.

Desde então não possui vínculo a nenhum clube de #Futebol mas também não anunciou o fim da carreira. Adriano nunca declarou à imprensa que está oficialmente aposentado.

Publicidade
Publicidade

Agora ele demonstra que está diferente. Em sua última aparição mostrou uma melhor forma física e disse que está se preparando para voltar aos gramados, ele disse à imprensa que está fazendo exercícios aeróbicos e musculação por conta própria.

A mudança do jogador parece não ser apenas na sua rotina. Adriano também parou de causar polêmicas. Em sua conta no Instagram, Adriano não posta fotos desde outubro. O atacante também não é mais visto mais na noite carioca, da qual era um frequentador assíduo.

No ano passado ele quase voltou a jogar, com 34 anos, até recebeu proposta de clubes. A proposta mais convincente veio da França. Adriano iria jogar no Le Havre, clube da 3º divisão do futebol francês. Sua contratação chegou até a ser anunciada à imprensa mas não houve acordo entre dirigentes e o jogador.

Publicidade

Outro time que também quase fechou acordo com Adriano foi o Goa da Índia, time do técnico Zico, mas também não houve acordo.O que tudo indica é que nos próximos dias seja anunciada a contratação do jogador em clubes de futebol de países emergentes do futebol da Ásia.

Adriano teve uma brilhante carreira no futebol até o ano de 2009 no qual se sagrou Campeão Brasileiro pelo Flamengo. Após esse período o jogador teve passagens pífias por Roma, Corinthians, Flamengo novamente e Atlético Paranaense. Problemas extracampo foram os causadores de seu péssimo desempenho e de sua rescisão de contratos. #Futebol Internacional