O Lanús, da Argentina, confirmou que acertou o empréstimo do atacante Pablo Mouche, que pertence ao #Palmeiras, para reforçar seu elenco na temporada 2016, que será muito difícil para o clube argentino. Porém, de acordo com os argentinos, o vínculo do jogador com o clube será de apenas seis meses.

O presidente da equipe argentina, Nicolás Russo, foi quem confirmou a contratação de Mouche, que não teve uma temporada produtiva no clube paulista em 2015 devido a uma séria lesão a que foi acometido, e em virtude disso, não fazia parte dos planos do técnico Marcelo Oliveira para a atual temporada.

Mas não foi só o Lanús que procurou o atleta, o Atlas, do México, e o Estudiantes de La Plata, também da Argentina, haviam ficados interessados em sua contratação, e sondaram a situação dele no alviverde paulista, porém o interesse de ambas as equipes não foi suficiente para a concretização de um negócio.

Publicidade
Publicidade

O drama do argentino começou em um amistoso que o Palmeiras disputou contra o Shandong Luneng, da China, na pré-temporada de 2015, quando sofreu uma grave lesão no joelho direito, tendo que passar por uma cirurgia delicada.

Com isso, Pablo foi pouco aproveitado no clube paulista, onde disputou somente sete partidas na temporada passada, pois mesmo após ter se recuperado do procedimento cirúrgico, não teve oportunidades na equipe principal de Marcelo, pois ele não passou a confiança necessária para o comandante ao tentar fazer alguns movimentos nos treinamentos, demonstrando precisar de um pouco mais de tempo para voltar a praticar seu #Futebol com desenvoltura.

Pablo Nicolás Mouche, atualmente com 28 anos, foi revelado pelo Estudiantes, da cidade de Caseros, na Argentina, onde ficou de 2003 a 2005.

Publicidade

Depois defendeu o Boca Juniors de 2006 a 2012, porém entre 2006 e 2007 esteve emprestado ao argentino Arsenal. Em 2012 se transferiu para o futebol turco, mais precisamente para o Kayserispor, onde ficou até 2014, quando foi negociado com o Palmeiras, onde permanece até hoje. E 2016 marca seu retorno ao futebol argentino.