A polêmica que envolve a mais nova liga nacional, a Liga Sul-Minas-Rio pode causar um sério impacto no #Futebol do Brasil. A recente ameaça de punição a dois clubes cariocas leva a entender que a situação atual e geral do esporte deste país ainda enfrenta sérios obstáculos no que se refere ao profissionalismo, além das práticas costumeiras e escândalos de corrupção que atualmente permeiam a implementação dos campeonatos esportivos, principalmente em relação às disputas futebolísticas.

O mais recente enfrentamento entre entidades esportivas refere-se principalmente ao fato de Flamengo e Fluminense estarem aptos a participar da Liga Sul-Minas-Rio, algo que desagradou profundamente a Confederação Brasileira de Futebol e a suspeição de provável punição aos clubes, sinalizada pela Federação Carioca de Futebol.

Publicidade
Publicidade

Apoio dos clubes

Em reunião realizada na tarde desta terça-feira (19) no Rio de Janeiro, vários clubes prestaram solidariedade às duas equipes cariocas, em que pode-se citar: Grêmio, Internacional, Cruzeiro, Atlético-MG, Coritiba, Atlético-PR, além de outros. Todos concordaram em não participar do #Campeonato Brasileiro, caso os clubes do Rio, Flamengo e Fluminense, fossem punidos pela CBF.

A resposta da entidades oficiais

A Federação de futebol do Rio informou que os clubes precisam de expressa autorização por parte das entidades às quais sejam filiados, para que possam participar de quaisquer torneios ou ligas. O receio maior parte do pressuposto de que a CBF, entidade máxima do futebol no Brasil, envolvida em inúmeros escândalos de corrupção, possa perder influência em relação à realização da Liga Sul-Minas-Rio, organizada com independência por 15 agremiações de futebol.

Publicidade

O mais novo torneio nacional está com data marcada para se dar início no dia 27 de janeiro próximo.

A resposta da Liga

O diretor-jurídico da liga, Eduardo Carlezzo procurou colocar "panos quentes" sobre a questão e afirmou que não existe qualquer impedimento em realizar o torneio, já que não há competição e mesmo que as entidades federativas não o reconheçam, há a possibilidade de realizar as disputas esportivas da Liga em dias que não constem no calendário oficial do Brasil.

#Corrupção no futebol