A Major League Soccer ou MLS é o principal campeonato de #Futebol dos Estados Unidos. Criada em 1996 como o cumprimento de uma promessa caso a Copa do Mundo de 1994 fosse sediada no país.

Atualmente a MLS conta com 20 equipes e em 2015 celebrou sua edição de número 20 com números bem diferentes da primeira edição. Mais atletas estrangeiros, maior competitividade entre os times, maior visibilidade no mundo e, principalmente, um número maior de estrelas do futebol mundial recente. Só em 2015 foram contratadas estrelas a nível mundial como Didier Drogba (Montreal Impact), David Villa (New York City FC), Sebastian Giovinco (Toronto FC) e o americano Michael Bradley (também Toronto FC), este último estava no auge da sua carreira jogando no futebol italiano quando aceitou o desafio de voltar a jogar na liga de seu país materno.

Publicidade
Publicidade

Muitos nomes de peso são especulados nesse mercado, que está se mostrando cada vez mais competitivo com outros mercados alternativos, como os sul-americano e asiático. Mas o futebol dos Estados Unidos não precisa apenas de alguns grandes nomes para se tornar uma potência mundial, é necessário que o futebol local também cresça, que a seleção também seja forte. E para isso é necessário que os clubes tenham categorias de base, para que seus atletas sejam formados desde cedo e possam ser moldados aos estilo que os técnicos e o futebol estadunidense em geral desejam.

O Los Angeles Galaxy, um dos clubes mais populares da liga, já está de olho nesse futuro necessário e por isso criou um centro de formação de novos atletas com uma estrutura de alto nível, para assim formar jogadores com um nível técnico e obediência táticas maiores.

Publicidade

Com isso o clube deu um importante passo para se tornar um dos melhores, senão o melhor clube do país.

O futebol norte-americano está indo para o caminho certo, mas ainda é preciso subir muitos degraus, é preciso um olhar especial para com os jovens talentos para que esse futebol que tem tanto a crescer não se torne um "Oriente Médio" em que os jogadores só vão em fim de carreira para ganhar mais dinheiro. #Futebol Internacional