Emerson Sheik falou sobre o que espera para 2016 como jogador do #Flamengo. O atleta afirmou que se o elenco continuar como está, não haverá chance de o rubro-negro ganhar algum título, além disso, o atacante revelou também que existem alguns jogadores no time que não merecem jogar pelo Flamengo. Em seguida, o esportista citou o que pensa sobre o novo técnico Muricy e o seu companheiro de ataque, Guerrero.

“Quando eu precisei me afastar do Corinthians, fiquei muito triste, porque sabia que poderia contribuir muito mais com a equipe. Mas tudo bem, vida que segue. Ao chegar ao Flamengo, tive uma experiência maravilhosa, fui recebido como um rei pelos dirigentes e também pela torcida.

Publicidade
Publicidade

Mas, com o passar do tempo jogando pelo clube, percebi algumas situações que faziam por onde o time não engrenasse, não conseguisse vencer. Principalmente com relação a alguns jogadores que não merecem estar ali, porque a camisa do Flamengo é muito grande, são mais de 40 milhões de torcedores, não pode ser qualquer atleta que chegue e vista aquela camisa, não pode ser assim.” Desabafou o atleta em entrevista ao Globo Esporte.

Jogadores sem comprometimento

O jogador também disse que estar comprometido com a equipe é tudo, e que existem alguns jogadores que não têm compromisso, outros têm, mas que o clube está muito dividido, com jogadores que lutam pela camisa e outros que não. Sheik ainda revelou que caso os dirigentes não gostem do que ele falou, que eles o mandem embora. “Dedicação e comprometimento a camisa tem que ter, se não gostar, é muito simples: mandem-me embora, isso não é problema para mim, já aconteceu isso algumas vezes comigo, e passei numa boa”, desabafou.

Publicidade

Com relação a ser campeão pelo Flamengo em 2016, o atleta afirmou que não acredita que isso possa acontecer enquanto o elenco permanecer com alguns jogadores que não estão à altura do peso da camisa do rubro-negro. “Sem chance, com esse elenco é para ficar ali na intermediária ou tentar conquistar uma classificação para algum torneio internacional, precisamos de reforços.” Disse.

Muricy e Guerrero

De acordo com o jogador, Guerrero é o melhor atacante que existe na América do Sul, e é um jogador acostumado a vencer. Segundo Sheik, o jogador peruano não está feliz sendo apenas mais um atleta de um time que não tem pretensões mais altas nos campeonatos. Com relação ao novo técnico, Muricy, Sheik falou que é um profissional com muito comprometimento e que não permite que os jogadores deem “migué” nos treinos. O atleta de 37 anos revelou que gosta muito de técnicos assim, que se entregam ao clube e tentam fazer com que os seus jogadores também o façam. #Futebol #Curiosidades