A decisão da FIFA em proibir as contratações do #Real Madrid durante um ano pode muito bem ter sido o que faltava para #Cristiano Ronaldo sair do clube espanhol. Tal como informa o jornal “Público”, o Real Madrid, bem como o Atlético de Madrid, foram oficialmente proibidos de fazer qualquer tipo de contratações durante o próximo ano. A organização que gere o futebol condena os dois clubes por eles terem infringido várias leis internacionais de transferências de jogadores abaixo dos 18 anos de idade.

Tal como aconteceu com o Barcelona, que passou mal depois de estar um ano sem poder conseguir reforçar seu time, os outros dois colossos da Liga Espanhola vão ter que passar exactamente pelo mesmo problema, que pode significar uma perda gigante na qualidade de seus plantéis que, consequentemente, vai dificultar os clubes nas lutas pelas suas conquistas.

Publicidade
Publicidade

Quanto a Cristiano Ronaldo, depois de não concordar com o técnico, com os colegas de time, por achar que alguns não têm qualidade e a sua direção, tem mais um obstáculo enorme para a sua continuação no Real Madrid, que até à decisão oficial da FIFA já estava extremamente tremida. Tal como garante o jornal “Público”, o Real Madrid e seu rival o Atlético já não podem contratar nesse mês de janeiro, bem como no próximo verão, algo que vai dar uma enorme vantagem para o Barcelona que já está autorizado para fazer contratações desde o início de 2016.

Assim, com toda a certeza, Cristiano Ronaldo vai pedir a seu empresário, Jorge Mendes, para ser finalmente transferido para outro time, especialmente um clube que consiga dar o máximo de garantias de que pode vencer grandes títulos internacionais, algo que, a partir de hoje, o Real Madrid não vai mais conseguir, pois não tem autorização para inscrever mais nenhum jogador até 2017. Tal como informa a imprensa internacional, PSG e Manchester United parecem ser o destino mais provável para Cristiano Ronaldo prosseguir sua brilhante carreira que, tal como diz, ainda vai durar pelo menos mais cinco anos.

Publicidade

#Futebol Internacional