O atacante peruano Carrillo e o presidente do Benfica foram hoje, dia 27 de janeiro, vistos reunidos e almoçando no mesmo local. Assim como garante o jornal esportivo “O Jogo”, o jogador do rival Sporting está livre para poder negociar com qualquer outro clube, visto que o seu contrato vai terminar no próximo mês de julho. Porém, a possível ida para o eterno rival Benfica está provocando uma grande revolta entre os sportinguistas. Uma coisa parece ser certa, provada nas fotos que são virais nas redes sociais, Benfica e o jogador estão tentando chegar a um acordo, o que representaria uma grande vingança contra o rival.

Em Portugal, a rivalidade entre Sporting e Benfica nunca esteve tão viva e perigosa, sendo que o caso Carrillo pode ser mais uma página nessa intensa disputa.

Publicidade
Publicidade

Assim como foi provado por uma série de fotografias publicadas nas redes sociais, Carrillo e Benfica estão negociando um contrato, quando tudo indicava que o talentoso atacante iria se transferir a custo zero para o Atlético de Madrid.

Segundo o jornal esportivo “O Jogo”, Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, e o jogador foram vistos no mesmo local por várias pessoas, sendo que ambos saíram de um escritório de advogados em Lisboa com uma diferença de apenas 10 minutos. Esse fato indicou que a presença de ambos estava naturalmente ligada à negociação, que até agora era secreta, do contrato de Carrillo para representar o Benfica na próxima temporada - notícia que seria uma verdadeira bomba no futebol português, que está mais disputado que nunca.

Nas redes sociais, o que Carrillo está fazendo ao Sporting, clube português que fez com que ele brilhasse nos gramados internacionais, tem provocado muita revolta entre milhares de sportinguistas, que até já fizeram uma série de ameaças de morte ao jogador.

Publicidade

Nos últimos meses, quando é visto pela torcida do Sporting nas ruas, o peruano tem tido alguns sérios problemas.

Caso se confirme o negócio, com o Atlético de Madrid não conseguindo convencer o jogador, a rivalidade entre dois dos maiores clubes portugueses e da #Europa vai aumentar significativamente e com isso a potencial violência em Portugal, principalmente nos estádios de futebol, também corre o risco de aumentar. #Negócios #Futebol Internacional