Um dia após ser apresentado como treinador do Real Madrid, Zinedine Zidane comandou a primeira sessão de treinamentos do clube merengue. Os portões foram abertos aos sócios da equipe e aproximadamente 6 mil torcedores compareceram e incentivaram o ídolo francês.

Com a exceção de Gareth Bale, que sentiu uma lesão muscular no último domingo em partida contra contra o Valencia, Zidane contou com todo o elenco. A estreia do novo treinador será no próximo sábado (9), contra o Deportivo La Coruña, em partida válida pela 19ª rodada do Campeonato Espanhol.

Atualmente, o #Real Madrid está em terceiro colocado na competição - dois pontos atrás do Barcelona e quatro pontos atrás do líder Atlético de Madrid.

Publicidade
Publicidade

O clube ainda está na UEFA Champions League, na qual irá disputar as oitavas de final contra a Roma.

Troca no comando

Zidane assumiu o posto depois da demissão de Rafa Benítez. O espanhol tinha bons números à frente da equipe, mas os resultados não convenciam a torcida e a imprensa europeia. Mesmo com as vitórias, o Real não apresentava um bom #Futebol. Além disso, constantes rumores envolvendo o elenco tumultuavam ainda mais o ambiente.

O duelo de egos pareceu crescer sob o comando de Benítez. Cristiano Ronaldo foi especulado no Paris Saint-Germain, James Rodríguez estaria insatisfeito com a reserva, Benzema estaria recebendo propostas de clubes de fora. A falta de pulso sobre o elenco é apontada como um dos fatores que influenciaram na saída do técnico.

Na última rodada, o Real Madrid empatou fora de casa com o Valencia por 2 a 2, após estar duas vezes na frente do placar.

Publicidade

Este resultado, a derrota fora de casa para o Villarreal, a eliminação pela escalação irregular do russo Cheryshev na Copa do Rei e a goleada acachapante por 4 a 0 sofrida em pleno Santiago Bernabeu contra o Barcelona foram os principais fatores que pesaram contra o treinador.

Ambiente de trabalho

O francês Zidane espera melhorar o ambiente do Real Madrid, muito por já ter trabalhado como auxiliar técnico do italiano Carlo Ancelotti no passado - justamente na campanha do décimo título da Champions League da equipe, em 2014. 

Zidane espera manter a equipe no topo da tabela e, pelo menos, manter o aproveitamento de Benítez, que era de 74% e com média de 2,29 pontos conquistados na temporada. #Futebol Internacional