Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (4), o presidente do #Real Madrid, Florentino Pérez, oficializou a demissão do técnico espanhol Rafa Benítez. Ele aproveitou e já anunciou o substituto do treinador: Zinedine Zidane, ex-jogador dos merengues e que estava à frente do Real Madrid Castilla, time de base do gigante espanhol.

Zidane não economizou nos elogios ao clube em sua apresentação. "Temos o melhor clube do mundo, a melhor torcida do mundo, e o que vou tentar fazer é o melhor possível para que esse time ganhe algo no fim da temporada. A única coisa que posso dizer é que farei o melhor possível e acho que vai sair tudo bem", disse.

Publicidade
Publicidade

Ele também valorizou o elenco e afirmou que seu primeiro dia de treinos (terça-feira, dia 5) será bastante importante.

O craque francês foi auxiliar técnico do italiano Carlo Ancelotti na conquista da décima UEFA Champions League do Real Madrid, em 2014. A partir dali, ele assumiu o time B dos merengues. Atualmente, o time está na segunda colocação do Grupo 2 na Segunda B, terceira divisão do país (são 79 equipes divididas em quatro grupos). Como auxiliar, Zizou provavelmente terá outro ex-jogador do Real: Santiago Solari, argentino que fez parte do elenco de estrelas do Real Madrid no começo dos anos 2000.

A troca no comando

Rafa Benítez caiu após empate por 2 a 2 com o Valencia fora de casa. Ele já vinha balançando no cargo, com atuações abaixo da média, resultados pouco satisfatórios e falta de controle sobre o vestiário.

Publicidade

A disputa de egos entre os atletas (principalmente boatos envolvendo Cristiano Ronaldo) parece ter crescido desde que Carlo Ancelotti saiu e deu lugar ao espanhol, no ano passado. Apesar de ser natural da Espanha, Benítez nunca caiu nas graças da torcida.

O espanhol tinha a melhor média de pontos na carreira (2,29), mas o aproveitamento de 74,6% foi muito criticado, principalmente pela imprensa. Além disso, a eliminação na Copa do Rei por causa da escalação irregular do russo Cheryshev pegou mal para o treinador. E ainda teve a goleada em casa para o maior rival, quando o Barcelona calou o Santiago Bernabeu com um 4 a 0 arrasador.

O futuro que o Real espera

Apesar da crise, o Real Madrid ainda está entre os líderes do campeonato espanhol e vai jogar as oitavas de final da Champions League. A expectativa de classificação é grande, já que a equipe adversária, a Roma, tem encontrado dificuldades na competição europeia. #Futebol Internacional