O brasileiro Anderson Silva ao menos tem um motivo para celebrar depois de ser superado por Michael Bisping no #UFC Fight Night 84, disputado na noite de sábado, em Londres. Com decisão unânime dos juízes por triplo 48 a 47 a favor do atleta da casa, o "Spider" deixou a Arena O2 direto para o hospital, com suspeita de fratura no tornozelo, e com isso não participou da coletiva de imprensa após o combate. Os exames, no entanto, não detectaram qualquer tipo de contusão mais acentuada, segundo o blog "Na Grade do MMA".

Aos 40 anos, Anderson Silva não entrava no octógono desde janeiro do ano passado, quando derrotou o norte-americano Nick Diaz.

Publicidade
Publicidade

Entretanto, ele foi pego no doping e acabou sendo desclassificado. Sua última vitória aconteceu em 2012, ao triunfar diante de Stephan Bonnar, no Rio de Janeiro. Posteriormente, caiu de rendimento e sofreu duas derrotas para Chris Weidman, sendo que na revanche o "Spider" sofreu uma grave fratura ao tentar um chute baixo, defendido pelo adversário.

Liberado pelo hospital, Anderson Silva já está voltando para sua atual residência, em Los Angeles, na costa oeste dos Estados Unidos. Contra Bisping ele chegou a ter a possibilidade de sair vencedor, ao acertar uma joelhada no britânico no final do terceiro round. Porém, o gongo já havia tocado, o que deu tempo para Bisping se recuperar na luta, disputada em cinco rounds. Silva demonstrou boa forma, mas não fez o suficiente para derrubar o oponente, tendo sofrido ainda dois knockdowns antes de seu melhor momento no confronto.

Publicidade

O inglês agora tentará ser um dos postulantes ao título dos médios. O atual campeão é Luke Rockhold.

Com a derrota nesta edição do UFC, agora não há prazo para que o ex-campeão dos médios, e considerado por muitos o maior da história do MMA, retorne às competições. Com muitos compromissos fora dos octógonos, principalmente de publicidade e televisão, o "Spider" provavelmente vai conversar com o seu staff para decidir o seu futuro. Muito irritado com o resultado da luta, ele criticou duramente os juízes, comparando o revés com o atual momento político do Brasil. "Não tem como vencer, é muita #Corrupção", lamentou o veterano lutador.  #Entretenimento