O Leicester ficou muito perto de conseguir um empate heroico fora de casa, porém com duas alterações providenciais, Arsène Wenger matou a partida no segundo tempo e com gols de jogadores vindos do banco de reservas, virou a partida e mantém o Arsenal firme e forte na briga pelo título de campeão inglês.

O jogo começou com o Arsenal indo para cima dos visitantes, fazendo valer o mando de campo. Com muita posse de bola e troca de passes o time londrino dominou as ações durante boa parte da primeira etapa, o Leicester chegou pela primeira vez ao gol de Cech somente aos 15 minutos de jogo. Porém o Arsenal continuou dominando a partida, utilizando-se principalmente de cruzamentos para a área, arma que foi sua principal durante todo o jogo.

Publicidade
Publicidade

Giroud teve até um gol anulado, que foi resultado de cruzamento de Özil.

Ao final do primeiro tempo porém, Monreal derrubou o artilheiro Vardy na área e o juiz assinalou pênalti para o Leicester. Na cobrança, o próprio Vardy se encarregou de mandar para o fundo das redes e abrir o placar no Emirates aos 43 minutos do primeiro tempo. A marcação da penalidade gerou muita polêmica, visto que Vardy, foi de encontro a Monreal, que não teve muito o que fazer no lance.

No segundo tempo, porém, um lance crucial na partida, o lateral Simpson do Leicester recebeu o seu segundo cartão amarelo em cerca de 10 minutos no segundo tempo e foi expulso, prejudicando e muito sua equipe. Cláudio Ranieri precisou recompor sua equipe, e então tirou o meio-campista Mahrez para a entrada do defensor Wasilewski, e logo após os treinadores de ambas as equipes fizeram uma alteração cada, Ranieri tirou o atacante Okazaki e colocou o meio-campo Gray.

Publicidade

E Wenger tirou o meio-campo Coquelin e escalou o rápido atacante Walcott. O Arsenal seguiu com a posse de bola (65%) e continuando apostando pelas bolas no alto. E foi premiado, aos 25 minutos Giroud recebe pelo alto, e de cabeça serviu Walcott que cara a cara com Schmeichel, só teve o trabalho de empurrar para as redes, empatando o confronto.

O Arsenal então saiu em busca da vitória, pressionando muito os visitantes que estavam bastante acuados no jogo. Com muita pressão dos mandantes, o jogo se tornou-se ataque contra defesa, contando ainda com um milagre de Schmeichel aos 42 minutos que defendeu finalização de Giroud. O juiz então aumentou o drama da partida, dando 4 minutos de acrescimento, para desespero dos visitantes.

E no último minuto de jogo Özil cobrou falta primorosa na área do Leicester e Welbeck sobe mais que todo mundo para marcar de cabeça e selar o triunfo londrino perante ao líder do campeonato.

Resultado importante

Com o placar o Arsenal sobe a 51 pontos, ficando a apenas 2 do líder Leicester.

Publicidade

Arsenal: Cech, Bellerin, Mertesacker, Kolcielny(Chambers), Monreal; Coquelin(Walcott), Ramsey, Chamberlain(Welbeck), Özil; Alexis Sanchez, Giroud. Técnico: Arsèse Wenger

Leicester: Schmeichel, Simpson, Morgan, Huth, Fuchs, Mahrez(Wasilewski); Drinkwater, Kanté, Albrighton(Andy King); Okazaki(Gray), Vardy. Técnico: Cláudio Ranieri #Europa #Futebol Internacional