O Sporting contratou o experiente atacante Hernán Barcos. Tal como garante o esportivo “Record”, essa manobra, a um dia de fechar a janela de transferênciaS, foi a contratação escolhida por Jesus e Bruno de Carvalho na busca pelo título do Campeonato Português. Depois de ter marcado muitos gols na China na temporada passada, o argentino de 31 anos pode ser o reforço que o Sporting precisava para dar mais soluções no ataque do atual primeiro colocado de Portugal.

Com Téo descontente e com as portas abertas para sair do clube, o Sporting foi obrigado a procurar uma excelente solução para a ausência do talentoso colombiano que nos primeiros meses no clube marcou importantes gols nas competições portuguesas.

Publicidade
Publicidade

Hernán Barcos tem 31 anos e já jogou em vários clubes brasileiros, tais como: Grêmio e Palmeiras, onde foi sempre considerado um atacante de luxo com muita qualidade para jogar na #Europa.

Atualmente jogando o Campeonato Chinês, que ainda é muito desconhecido para os fãs de futebol, Hernán Barcos tem agora a grande oportunidade da sua carreira para justificar o investimento de um clube grande europeu como é o Sporting. Tal como garantiu o esportivo “Record”, por um investimento baixo, o clube português reforça assim sua frente de ataque, que tem sido praticamente só ocupada por um inspirado Slimani, o argelino que está despertando o interesse de clubes como o Manchester United e o Liverpool.

Na verdade, juntando ao problema da saída do Téo, o atacante argelino pode muito provavelmente ser afastado dos gramados por um período muito longo, devido a uma alegada agressão cometida em um jogo contra o rival Benfica no ano passado.

Publicidade

A chegada do argentino Barcos, um experiente atacante que já provou ter o espírito matador, pode muito bem ser a peça que faltava a Jorge Jesus para conseguir um ataque ao título português forte e consistente. Será que o argentino vai ser decisivo para dar ao Sporting o Campeonato Português, uma conquista importante que já não vem ao clube há cerca de 14 anos? #Negócios #Futebol Internacional