Um dos maiores ídolos da história recente do Internacional está de malas prontas para voltar pa­ra casa. Andrés D’Alessandro está indo embora do Internacional e voltando à sua terra natal, Argentina.

O talentoso meia confirmou sua saída após conceder uma entrevista nessa quarta-feira (03),  afirmando que jogará a Copa Libertadores da América de 2016 pelo River Plate.

A oportunidade de voltar a disputar a Libertadores pelo clube de coração, e também que o revelou ao #Futebol, falou mais alto e o meia assinou contrato de empréstimo com o River Plate até dezembro deste ano, já que possui contrato com o Inter até dezembro de 2017.

Publicidade
Publicidade

Entrevista coletiva anunciando a sua saída foi emocionante

A notícia de sua saída da equipe gaúcha foi dada em uma emocionante entrevista coletiva, na qual o jogador chegou às lágrimas ao se despedir do Brasil, após sete anos de muitas glórias.

Um dos grandes fatores que o fez tomar essa decisão também diz respeito ao atual técnico do River Plate, o ex-jogador Marcelo Gallardo, que já foi seu companheiro de time, e também por causa do dirigente Enzo Francescoli, que é um dos ídolos de D'Alessandro no futebol.

Jogador deixará o clube para entrar para história do Inter

Atualmente D’Alessandro está com 34 anos e é considerado um dos maiores ídolos da história do Internacional. Ao longo de sete anos e meio, sua apresentação no Internacional ocorreu no dia 31 de julho de 2008.

Ele disputou 340 partidas pelo Internacional e conquistou vestindo a camisa do colorado os seguintes títulos:

  • Campeonato Gaúcho por seis vezes (2009, 2011, 2012, 2013, 2014 e 2015);
  • Copa Sul-Americana no ano de 2008;
  • Copa Libertadores da América em 2010;
  • Recopa Sul Americana em 2011.

Agora D'Alessandro irá em busca de sua segunda Copa Libertadores da América.

Publicidade

O River está no grupo 1 da Libertadores e terá pela frente o The Strongest, clube Boliviano, e Trujillianos, clube da Venezuela, e o vencedor do confronto da pré-Libertadores que sairá do confronto direto de Oriente Petrolero, da Bolívia, e Santa Fe, da Colômbia. #Sport Club Internacional #Futebol Internacional