Apesar de todos os esforços do FC Porto em esconder um dos episódios mais humilhantes do seu brilhante percurso, a verdade é que um antigo jovem jogador do clube jogou cinco jogos por um dos seus times profissionais dopado. Assim como publicou o site “Zerozero”, divulgando uma série de documentos oficiais do Conselho Disciplinar pertencente à FPF, Leander Sieman, um sueco contratado pelo clube português para jogar no FC Porto B, jogou sobre um “medicamento que fazia aumentar os níveis de concentração”. Rapidamente o jovem talentoso jogador foi banido do futebol português por um ano e meio e acabou por sair do clube.

Em um momento em que o Campeonato Português está mais intenso e polêmico do que nunca, surgiu agora um episódio relativamente recente de um jogador do FC Porto, que acusou positivo em um teste de doping há cerca de dois anos, que na altura passou completamente despercebido da imprensa internacional, que apenas se limitou a informar que o sueco já não pertencia ao clube.

Publicidade
Publicidade

O jovem foi contratado pelo FC Porto ao Arsenal, sendo que o clube português via no sueco excelentes capacidades para poder se tornar um craque importante para o time principal. Contudo, assim como é possível ver no documento oficial da Federação Portuguesa de Futebol, bastou apenas cinco jogos oficiais ao serviço do FC Porto B, que está jogando na segunda Liga Portuguesa, para ser banido do futebol português por ter jogado dopado, tal como garantiu o site “Zerozero”.

O canal da “RTP” tentou rapidamente chegar ao contato com a direção do FC Porto acerca dessa nova polêmica, porém todos os que responderam garantiram que nunca tiveram conhecimento da medicação que Leander Sieman estava tomando na altura em que foi banido por um ano e meio. Como divulgou  o site “Notícias ao Minuto”, o caso quase passava despercebido visto que o Porto tentou lidar com a situação embaraçosa o mais rapidamente e discretamente possível na temporada passada, algo que foi conseguido, pelo menos até agora.

Publicidade

Poderá o clube português correr o risco de ver algum título ser retirado? Ou mesmo ser punido pela FPF com a descida de divisão? #Europa #Futebol Internacional #Investigação Criminal