Cristiano Ronaldo está mesmo de saída do Real Madrid. A notícia foi publicada pelo jornal “Correio da Manhã”, que divulgou as duas razões fundamentais para Zidane e a direção do clube, incluindo o Presidente Florentino Pérez, terem se reunido ontem, dia 11, para tomarem a decisão final de vender #Cristiano Ronaldo. Além do jogador português ter perdido grande parte da sua importância no time, a vontade do presidente em reestruturar completamente o plantel é clara e Ronaldo teria que ser a primeira peça a ceder o lugar.

Depois de muitos anos de conquistas e sobretudo de muitos gols a serviço do clube espanhol, um dos melhores jogadores da história do Real Madrid vai mesmo sair no próximo verão.

Publicidade
Publicidade

A decisão não partiu do jogador, que recentemente afirmou que até gostaria de continuar no clube espanhol até 2018, mas sim da direção do clube e sobretudo do seu presidente, que já há muito tempo não tem as melhores relações com o craque português.

Segundo informa grande parte da imprensa espanhola, foi a partir de uma reunião entre o diretor esportivo, Florentino Pérez, e Zidane que a decisão final foi tomada, alegadamente para bem do futuro do clube. Porém não será apenas Cristiano Ronaldo um dos grandes nomes a sair do lendário time. Também James Rodriguez e Sergio Ramos, que causaram recentemente muitos problemas com a direção do clube, vão sair no próximo verão. Com essas três vendas o Real Madrid pretende chegar a um valor bem próximo dos 200 milhões de euros, um montante que seria mais que suficiente para conseguir a reestruturação do plantel.

Publicidade

Quanto a Cristiano Ronaldo, o atleta, que tem perdido cada vez mais o seu poder de fogo no Real Madrid, lembrando o mundo do futebol que o português já tem 31 anos, em princípio não terá problemas em arranjar um time que esteja disposto a aumentar o seu salário atual. Além do PSG, também Manchester United e algum clube chinês ou norte-americano podem conseguir convencer monetariamente aquele que é considerado por muitos um dos melhores jogadores de sempre. #Negócios #Futebol Internacional