José Mourinho vai mesmo ser o próximo treinador do Manchester United. Assim como publicou o jornal inglês “Daily Mail”, o técnico português revelou o seu futuro aos amigos, garantindo que o “negócio está feito”. Com a confissão de Mourinho, termina assim uma das maiores novelas do futebol mundial, acabando por confirmar aquele que foi sempre o destino mais provável do carismático técnico: o lendário Manchester United.

Depois de ter recusado o regresso ao Real Madrid e possivelmente avanços de clubes chineses, José Mourinho já tem o negócio fechado com o Manchester United, tal como garante hoje várias publicações inglesas, que citam várias fontes muito próximas a Mourinho.

Publicidade
Publicidade

Contudo, ao contrário do que o português pretendia, Mourinho apenas vai voltar a trabalhar em um time profissional a partir do início da próxima temporada, visto que Van Gaal vai ficar pelo menos até junho no comando do Manchester United.

Naquela que é uma decisão histórica, visto que Mourinho vai trair o seu antigo clube, o Chelsea, o português continua assim em Inglaterra, tal como pretendia inicialmente, tentando provar novamente todas as suas antigas capacidades que fizeram com que o português fosse considerado um dos melhores técnicos do mundo e, para muitos, um dos melhores de sempre. Por isso mesmo, Mourinho foi no último final de semana ver o jogo do Dortmund alegadamente com o objetivo de analisar possíveis reforços para o seu novo time, visto que os atuais jogadores não estão provando o seu real valor dentro dos gramados.

Publicidade

Quanto a Van Gaal, o United vai ter mesmo que rescindir contrato com o técnico holandês visto que a sua atual ligação com o clube se estende até 2017. Quanto a Mourinho, o português tem agora alguns meses para preparar o seu muito aguardado regresso à competição, tendo muito que provar aos seus fãs e críticos um pouco por todo o mundo que, apesar de não terem ficado chocados com a escolha previsível do técnico, querem perceber até que ponto o antigo Mourinho, que venceu vários títulos importantes em vários países, pode estar realmente de volta. #Negócios #Europa #Futebol Internacional