De tempos em tempos o #Futebol gosta de nos pregar peças e mostrar que existe uma linha muito tênue entre o favoritismo e o imponderável. Com frequência vimos mundo afora equipes inferiores surpreendendo adversários mais fortes e mais poderosos. Mas convenhamos, esta é uma das maiores graças do futebol e talvez aquilo que o torne tão apaixonante.

O que se testemunha nesta temporada na Premier League é algo que certamente irá entrar para a história do futebol por seu enredo totalmente improvável. Uma equipe que no ano passado teve de suar sangue para evitar o rebaixamento, desta vez é quem lidera a competição com autoridade.

Publicidade
Publicidade

Diferentemente do habitual, o Leceiter City como uma equipe pequena, tem vencido seus jogos sem abusar do jogo bruto, muito menos da retranca excessiva. Estamos falando de um time muito bem montado pelo italiano Claudio Ranieri, compacto taticamente e mortal no contra-ataque.

Enquanto o artilheiro Jamie Vardy segue com seu faro de gol afiado e o argelino Riyard Mahrez dá o seu espetáculo na transição entre meio e ataque, quem corre e faz a proteção da defesa de maneira incansável é o francês N'Golo Kanté. Nomes que antes de iniciar a temporada eram desvalorizados no mercado e que agora certamente estão em qualquer lista de pretensões de quase todos os clubes grandes da Europa.

Mas além deste trio de ouro dos Foxes, o líder da Premier League com impressionáveis 56 pontos, conta com um plantel humilde mas muito qualificado e eficiente, como por exemplo a dupla de zagueiros formada pelos experientes Wes Morgan e pelo alemão Huth.

Publicidade

Nas laterais Simpson e o austríaco Fuchs, atrás da linha defensiva o arqueiro dinamarquês Schmeichel, filho do lendário goleiro Peter Schmeichel.

Ao lado de Kanté, o inglês Drinkwater é que dá o combate no meio de campo e Albrighton quem auxilia Mahrez na criação. O japonês Okazaki, outra grande surpresa da equipe é o parceiro do artilheiro Vardy no comando do ataque. Uma equipe de coadjuvantes que juntos estão fazendo do Leicester o protagonista mais impressionante de toda temporada europeia. É o imponderável se tornando realidade.  #Futebol Internacional