A fama palmeirense de bom pagador e clube organizado está se espalhando pela América do Sul. Nesta quarta-feira surgiu a informação de que o atacante Carlitos Tevez, do Boca Juniors, pode desembarcar na Academia de Futebol e fazer parte do plantel de Marcelo Oliveira. 

Tevez voltou para o Boca e teve uma recepção de gala. No entanto, o atleta não recebe salários desde agosto. A situação está se tornando bastante desconfortável e seus empresários estudam alguns clubes. O #Palmeiras foi uma equipe da qual Tevez foi oferecido. 

Outro fator que pode realmente fazer o negócio acontecer é o fato de Fernando Tobio, zagueiro palmeirense que está emprestado para a equipe argentina, querer ficar por lá.

Publicidade
Publicidade

O Boca também deseja muito manter o atleta que tem contrato até julho. Para liberar o jogador, a diretoria palestrina pediu mais de R$ 12 milhões. O Boca ofereceu R$ 9 milhões e o negócio não foi fechado. 

Completando a informação, Allione, de apenas 21 anos, também seria envolvido no negócio. O meia palmeirense anda reclamando que não tem oportunidades e o técnico Marcelo Oliveira entendeu a situação, mas não pretende contar com o argentino no time titular. Com Allione, Tobio e uma quantia em dinheiro, a chegada de Tevez ocorreria sem maiores problemas. Os salários do atleta não assustam o clube, já que o jogador que tem os maiores vencimentos é arcado pela Crefisa (Lucas Barrios). 

Na transmissão entre Palmeiras e Oeste nesta quarta-feira, o ex-jogador Neto também confidenciou que a notícia é verdadeira e o negócio pode realmente ter o martelo batido.

Publicidade

A diretoria palmeirense não comenta, não confirma e nem desmente a informação, como é de costume. 

Insatisfação

Marcelo Oliveira não gostou do empate palmeirense. O 0 a 0 ficou barato, já que o Alviverde sofreu bastante e o time interiorano teve diversas chances para marcar. Sem padrão tático, o treinador tentou justificar os 'chutões' como ansiedade para marcar gols. Lucas Barrios e Gabriel Jesus foram os piores em campo e foram substituídos. Robinho, solução da criação do time, também deixou o campo por ter levado cartão amarelo.  #Futebol Internacional #Corrupção no futebol