O "Rei das Pedaladas" está de volta ao Brasil. Depois de uma passagem apagada e pífia no “poderosíssimo” futebol chinês, mais precisamente no Guangzhou Evergrande, comandado por Luiz Felipe Scolari, Robinho retorna com pompas de craque e como sempre, o seu ex-clube, #Santos, acena como interessado no atleta. No entanto, desta vez, terá a concorrência forte do Atlético MG.

O Galo, que por sua vez, busca reposições para o setor, já que perdeu recentemente o meia Giovanni Augusto e o atacante André para o Corinthians.

O clube mineiro, que conta com sua parceira DryWord (empresa canadense e que será fornecedora de material esportivo da equipe pelos próximos cinco anos), já enviou sua proposta aos representantes do jogador.

Publicidade
Publicidade

A ideia é propiciar um contrato nos mesmos moldes como havia sido feito com Ronaldinho Gaúcho.

Utilizar da sua imagem como garoto propaganda de ambas as instituições (Atlético e DryWord), além de compensações financeiras pelo número de jogos disputados e metas alcançadas, e programas de sócio-torcedor. O presidente Daniel Nepomuceno sabe que a preferência da negocição é do clube da Baixada Santista, porém, espera uma resposta até esta sexta para sacramentar a novela, já que tem pressa para inscrevê-lo ainda na fase de grupos da Libertadores da América.

Não se sabe ao certo o valor referente ao salário que Robinho pede aos clubes, mas claro, não é pouca coisa. Segundo noticiou o blog “Bastidores FC”, no mês de Janeiro, o Grêmio chegou a manter conversas com um possível acordo, mas se assustou com o pedido de 1 milhão por mês.

Publicidade

O tricolor gaúcho ofereceu 600 mil, mas niinguém acabou cedendo.

Então, vem a pergunta: vale essa “briga” ferrenha por um jogador descartado pelo futebol da China?

Não há como negar que trata-se de um nome acima de média. Em todas suas passagens pelo Santos, foi campeão. Mas confesso que os valores que surgem na midia um tanto me assustam.

Tendo em vista que Robinho, hoje com 32 anos, praticamente sem mercado em um grande centro esportivo europeu, tanto que acabou de voltar da Ásia pois seu contrato não foi renovado e sem dúvida somente estes países poderiam oferecer algo a ele, estaria ele fazendo um favor aos times brasileiros ou seria ao contrário?

Que os nossos dirigentes, ou a grande maioria, são irresponsáveis quando o assunto é dinheiro, todos nós sabemos. Mas eu sinceramente não faria um investimento tão grande no ex-menino da Vila e em qualquer outro dentro deste mesmo cenário.

Robinho deixou o Santos no meio da temporada passada e foi para a China. Qual a motivação que ele ainda possa ter na sua carreira? Quais objetivos ele ainda tem? Claro que ele poderia ser útil, mas o preço me incomoda.

Publicidade

Passou da hora de valorizar mais os atletas da base. É uma conversa antiga, concordo, mas tenha certeza que o menino lá que treina, rala, se esforça etc, está sedento por uma oportunidade e agarrá-la.

Não é possível que não haja um teto salarial para gastar durante a temporada. É uma loucura o que se paga a jogadores praticamente em fim de carreira. Especificamente olhando para o caso de Robinho, ele está na dele, tá certinho, pede o que ele quer. Só que, ele vai receber por algo que fez no passado, pois, o presente dele não é nada animador. Basta o clube dizer sim ou não.

E como sempre, eles abrem as portas. Não importa o valor.

Depois não reclamem que as dívidas aumentaram...que é preciso vender alguém para fazer caixa e TENTAR fechar o ano no azul, enfim, aquele papo de sempre.

Eles todos se merecem. #Resenha Esportiva #Atlético Mineiro