Muita adrenalina com a modalidade que mudou o calendário esportivo de Santos, o Downhill Urbano. Modalidade vinda do Montain bike, que vem sendo uma arte no que se diz velocidade em duas rodas ou seja em uma bicicleta especial com amortecedores e um ciclista bom de reflexos, esses profissionais fazem da descida das escadarias do morro do Pacheco uma atração que deixa todos admirados com tanta habilidade. A 14° edição da modalidade acontece entre sexta-feira (12) e dia 14 de fevereiro na cidade de Santos – SP.

Desafio e aventura

São cerca de 514 degraus morro abaixo onde os atletas deverão correr a uma velocidade equivalente a 70 km/h.

Publicidade
Publicidade

Nesta edição de 2016, a competição conta com 90 atletas, sendo que 10 deles são de fora do país, entre eles o atual campeão Filip Polc, atleta da Eslováquia, considerado o Rei da modalidade.

Preparação

Esta etapa, apesar de ter profissionais de peso, não terá validade para o Ranking Mundial, que é chamado de City Downhill Tour. As etapas mundiais acontecerão no Chile, ainda este ano, e será onde boa parte dos atletas que participarão da modalidade em Santos deverão ir para o tradicional campeonato desta modalidade.

Melhorias

Para os moradores do morro, ter uma modalidade esportiva como esta trás mais perspectivas de investimentos e mais atenção aos valores da região que foi, por exemplo, revitalizada, uma melhoria a fim de condicionar as vias de acesso do evento e também bom para quem mora no morro.

Publicidade

História

Em meados de 1970, surgiu a ideia de ciclistas Hipies da Califórnia que estavam cansados dos passeios normais de bicicletas. Eles resolveram descer ladeira a baixo fazendo algumas disputas e dando assim o inicio da modalidade Montain Bike. A primeira vez que a modalidade foi realizada em Santos foi no ano de 2003 nas escadarias do Monte Serrat, foi um grande evento. Desde então, foi dado seguimento, que cresce a cada ano. Já que não há caminhos montanhosos, usa-se as escadas como um desafio dessa aventura, que é pura adrenalina. Foi assim que os organizadores enxergaram a competição, nas montanhas não há muito público, já no morro a plateia vibra mais, já que os atletas passem quase que voando próximo a seus quintais. #Turismo #Comunicação #Resenha Esportiva