O brasileiro Thiago Monteiro lutou muito, mas não resistiu ao uruguaio Pablo Cuevas. Na noite desta sexta-feira, o cearense largou na frente, porém a experiência do adversário prevaleceu. Com o placar de 4/6, 6/3 e 6/3, o campeão do Rio Open, disputado na semana passada, assegurou vaga nas semifinais do Brasil Open, disputado nas quadras de saibro do Esporte Clube Pinheiros. É a segunda vez seguida que Cuevas "atrapalha" os planos do brasileiro.

O uruguaio, que é o atual campeão do ATP 250 disputado na capital paulista, com premiação de US$ 436.220, enfrentará na sequência o sérvio Dusan Lajovic. Na abertura da programação, Lajovic derrotou o qualifier português Gastão Elias por 2 sets a 1, parciais de 6/3, 4/6 e 6/0.

Publicidade
Publicidade

Anteriormente, ele já havia surpreendido, ao eliminar na estreia o francês Benoit Paire, cabeça de chave 1 do torneio.

Apesar do revés, Thiago Monteiro pode celebrar seu melhor resultado em evento deste porte. No Rio de Janeiro, ele eliminou na estreia o francês Jo-WIlfried Tsonga, número 9 do mundo. Já em São Paulo, venceu o espanhol Nicolas Almagro, que é tricampeão do evento, e depois ainda ganhou do experiente Daniel Muñoz de La Nava.

No momento, o tenista de Fortaleza ocupa o 278º posto do ranking de entradas da ATP. Porém, com os pontos acumulados nos dois últimos torneios, Monteiro deverá entrar no grupo dos 240 mais bem posicionados. A jovem promessa brasileira de 21 anos agora segue para a disputa do challenger de Santiago, também jogado sobre o saibro.

Melo e Soares são eliminados

Não deu para a dupla dos mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares, pela fase de quartas de final.

Publicidade

Na segunda tentativa seguida de ganhar entrosamento para a Rio-2016, os principais favoritos foram superados pelos argentinos Guillermo Duran e Andres Molteni por 2 sets a 1, com parciais de 6/1, 2/6 e 10-8, após 1h11 de duelo. Semana passada, no ATP 500 do Rio, os mineiros caíram na penúltima fase, também sobre a terra batida.

Apesar de Marcelo Melo ser o líder do ranking de duplas, e de Bruno Soares vir embalado pelo título do Aberto da Austrália, os brasileiros ainda vão ter de trabalhar muito para as Olimpíadas do Rio de Janeiro. No circuito, eles atuam com outros parceiros, o que dificulta o entrosamento entre ambos. Melo normalmente faz dupla com o croata Ivan Dodig, enquanto Soares começou a jogar com o britânico Jamie Murray neste ano. Eles se encontram em confrontos da Copa Davis, com alto percentual de vitórias para o Brasil. #Rio2016 #Tênis #Resenha Esportiva