Benítez insinuou que Cristiano Ronaldo não gosta de escutar os seus treinadores quando eles dão conselhos para o português melhorar a sua performance, exatamente o contrário do que acontece com Gareth Bale. Em uma longa entrevista ao jornal inglês “Daily Mirror”, o técnico espanhol, que está atualmente desempregado após ter sido demitido do #Real Madrid, falou pela primeira vez sobre o seu relacionamento com as estrelas do seu antigo clube, deixando muitos elogios a Bale. Tentando ao máximo não falar de Ronaldo, Benítez preferiu garantir que o galês tem todas as qualidades para ser o melhor jogador do mundo, deixando uma clara provocação a Ronaldo.

Publicidade
Publicidade

Desde que Ancelotti foi substituído por Benítez no início da presente temporada, a relação do técnico espanhol e o jogador português, que não concordou com a troca de treinadores, foi piorando significativamente. Primeiro começou com uma alegada “xenofobia” demonstrada por Benítez contra os jogadores portugueses do plantel, fazendo com que Ronaldo manifestasse todo seu descontentamento várias vezes durante os treinamentos.

Depois disso foi a importância crescente dada a Bale, fazendo com que #Cristiano Ronaldo perdesse cada vez mais o seu papel vital no time, algo que desagradou muito o português que, durante toda a sua carreira, nunca gostou muito de dividir protagonismo no mesmo vestiário. “Nunca tive nenhum problema com o Gareth. Ele é profissional e sabe ouvir”, garantiu Benítez durante a entrevista ao jornal “Daily Mirror”, deixando uma clara indireta a Ronaldo que alegadamente ignora as sugestões dos seus treinadores, algo que é verdadeiramente frustrante e humilhante.

Publicidade

Em jeito de vingança por tudo o que Cristiano Ronaldo fez Benítez passar, o técnico espanhol aproveitou a entrevista apenas para elogiar Bale, dando a entender que o gaulês foi sem dúvida o jogador do Real Madrid que mais gostou de orientar, garantindo que ele tem tudo para melhorar suas capacidades no futuro, bem como se tornar o melhor jogador do mundo, ultrapassando mesmo Neymar na corrida para a Bola de Ouro dentro de alguns anos, quando Cristiano Ronaldo e Messi estiveram oficialmente aposentados. #Futebol Internacional