Nesta sexta-feira (11), a FERJ (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) deu o aval ao #Flamengo e #Fluminense para que pudessem realizar o clássico válido pela segunda rodada da Taça Guanabara, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, no próximo dia 20, domingo.

Uma vez que não há campo disponível para que o clássico ocorra no Estado do Rio de Janeiro, as opções não eram muitas para a Federação. Como é sabido, o Maracanã e o Engenhão estão entregues ao Comitê Olímpico em virtude dos Jogos do Rio 2016, e evidentemente não era interessante um jogo desta proporção ser realizado em outro estádio dentro do Rio de Janeiro, com públicos pequenos como de praxe e que, certamente, não condizem com a grandeza do clássico.

Publicidade
Publicidade

Vale ressaltar ainda que a FERJ também tem uma porcentagem sobre a renda de todos os jogos do campeonato carioca, e que há grande chance de o público para esta partida comparecer em bom número ao estádio do Pacaembu, no próximo domingo.

Em tese é bem possível que isso aconteça, pois será um dia atípico em São Paulo, uma vez que não haverá jogo na capital paulistana neste dia. As diretorias de ambos os clubes solicitaram também à Polícia Militar de São Paulo que verificassem a possibilidade de divisão de torcidas no Pacaembu, a exemplo do que é feito nos clássicos disputados no Maracanã.

A história do Fla x Flu

O clássico das multidões, batizado desta maneira pelo jornalista Mário Rodrigues Filho, como é também conhecido o Fla-Flu, teve seu primeiro capítulo na história do futebol brasileiro no dia 7 de julho de 1912, ou seja, mais de 100 anos de rivalidade histórica.

Publicidade

A partida inaugural aconteceu no estádio das Laranjeiras e foi vencida pelo Fluminense por 3 a 2.

Nesta partida começa a se ter a verdadeira noção de como surge uma rivalidade entre clubes e torcidas de futebol. Neste primeiro jogo entre os dois times, existe um fato pitoresco. Alberto Borgerth foi remador do Flamengo em 1906 e jogou futebol no Rio Futebol Clube, que na época seria como um tipo de equipe juvenil do Fluminense. No ano de 1911, ele começou a atuar no time principal do tricolor carioca.

Devido a um desentendimento no clube, ele se transferiu para o Flamengo. E neste primeiro jogo entre Flamengo e Fluminense, segundo entrevista concedida por seu neto ao jornal o Lance no ano de 2014, Borgerth teria sido responsável por provocar divisão no grupo de atletas do Flu, e assim ele teria levado nove ex-jogadores do tricolor a deixarem o clube. Este fato daria origem ao Departamento de Futebol do Flamengo. Um daqueles contos antigos que tornam o esporte bretão, nos dias de hoje, ainda um encanto.

Além de tudo isso, desde 2012, o clássico é considerado patrimônio imaterial do Rio de Janeiro, ou seja, representa o jeito carioca de se levar a vida. É o único clássico de futebol a receber esta honraria.FlamengoFluminense