Gre-Nal sem polêmica não é Gre-Nal. Neste domingo, a edição de número 409 do maior clássico do Rio Grande do Sul mobilizou o estado e bateu recorde de público na Arena do #Grêmio: 48.204 pessoas assistiram ao empate em 0x0 no duelo que era válido tanto pela primeira fase do Campeonato Gaúcho como pela Primeira Liga. Com o resultado, o Inter avançou à semi do torneio nacional em primeiro no Grupo B. O Grêmio precisa de tropeços do Fluminense e do Figueirense para entrar como o melhor segundo.

Embalado pela grande vitória por 4x0 contra a LDU pela Libertadores no meio de semana, o Grêmio utilizou a sua força máxima no confronto deste domingo.

Publicidade
Publicidade

E saiu no prejuízo. Ainda no início do primeiro tempo, o lateral-direito colorado William acertou com o braço o rosto do equatoriano Miller Bolaños, que teve que sair no intervalo do jogo com suspeita de lesão na face. Levado a um hospital, ele teve constatada fratura na mandíbula e só volta ao time daqui a 30 dias.

O árbitro Anderson Daronco sequer deu cartão amarelo ao defensor colorado, que, no fim da partida, ao ser informado da gravidade da lesão de Bolaños, fez questão de pedir desculpas ao companheiro de profissão. Mas o discurso de William não sensibilizou os dirigentes gremistas. O presidente Romildo Bolzan Jr classificou a jogada como "criminosa", enquanto o executivo de #Futebol Rui Costa pediu que William fique fora das partidas enquanto Bolaños estiver em recuperação.

Mais tarde, outros dois lances violentos marcaram o clássico Gre-Nal.

Publicidade

O capitão gremista Maicon entrou com a sola do pé no tornozelo de Rodrigo Dourado, e levou apenas amarelo. Pedro Geromel, zagueiro do Grêmio, já amarelado, acabou acertando sem bola o atacante Aylon. Nenhum deles acabou expulso - o mesmo não pode ser dito ao colorado Paulão, que já no fim do jogo recebeu vermelho por acertar Henrique Almeida com o pé.

Em campo, pouca qualidade

Confusões à parte, a bola também rolou na Arena neste domingo. Mas a qualidade técnica da partida esteve bem abaixo do que se esperava. Com um pouco mais de posse de bola, e também com uma necessidade maior de vitória, o Grêmio controlou a maior parte das ações da partida, mas sem a efetividade de outros jogos. No primeiro tempo, o time de Roger Machado assustou com chutes de fora da área de Douglas e Luan.

De forma efetiva, o Inter só passou a ameaçar o gol gremista no segundo tempo, quando Rodrigo Dourado por pouco não alcançou um cruzamento de Aylon dentro da área. Vitinho perdeu a chance mais clara do Inter, ao receber dentro da área um passe perfeito de Sasha.

Publicidade

Antes disso, o gremista Luan havia perdido uma chance incrível na pequena área rival.

Agora, o foco gremista volta a ser a Copa Libertadores. Na quarta-feira, a equipe recebe na Arena os argentinos do San Lorenzo, pela última rodada do primeiro turno do Grupo 6 do torneio continental. O Inter, por sua vez, terá mais uma semana livre para treinamentos e só volta a jogar no domingo, no Beira-Rio, contra o São Paulo, de Rio Grande, pela nona rodada do Gauchão. #Sport Club Internacional