Muitos corintianos se viram preocupados com os desfalques no elenco causados pela janela de transferências ao final da última temporada, tanto que uma série de memes percorreu a internet sobre como o técnico Tite remontaria a equipe para esta temporada. Porém, a apreensão deu lugar à confiança. Hoje, o time enfrenta o São Bernardo, fora de casa, pela 11ª rodada do Campeonato Paulista e o clima não poderia estar melhor. 

Passados dois meses de trabalho, apesar da equipe ainda não apresentar dentro de campo o mesmo futebol que a levou em 2016 ao sexto título brasileiro e encantou o torcedor com seu toque de bola e aplicação tática, o #Corinthians está em primeiro lugar em seu grupo na Taça Libertadores da América e também no Campeonato Paulista, onde também é o primeiro na classificação geral, da mesma forma que em 2015. 

“Está acima do que eu imaginava. É um diagnóstico profissional, racional. Todo mérito ao trabalho e à compreensão dos atletas. Tem de ser inteligente para fazer isso e eles têm dado respostas em campo, seja no jogo ou no treino”, afirma o treinador Tite.

Publicidade
Publicidade

Para muitos, o técnico é a grande força do Timão. Desde o início da temporada, ele tem trabalhado com coerência a escalação da equipe e dado oportunidade a todo o elenco, buscando adaptar as características de cada atleta, suas potencialidades, ao que ele enxerga de ideal de posicionamento e esquema tático do time. O resultado aparece tanto na tabela como em campo. Mesmo quando não consegue oferecer espetáculo, o time se mostra competitivo. 

“O Tite é o nosso maior ídolo atual. Ele tem uma história com o clube e um verdadeiro amor, poderia dizer. Apesar de já ter sido vitorioso em outros lugares e de até ter treinado nosso maior rival, o Palmeiras, sua identificação com os valores da torcida, a dedicação ao trabalho e ao clube é enorme. Confiamos no seu trabalho porque já vimos do que ele é capaz”, confessa animado Marcos Mota Monteiro, 34, torcedor alvinegro. 

Na noite de hoje, quarta-feira, às 21h, em São Bernardo, o Timão pega o time da casa com a provável escalação: Cássio; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique; Giovanni Augusto, Rodriguinho, Guilherme e Lucca; André.

Publicidade

Para muitos, este pode ser considerado o time titular de Tite, já que o treinador optou por essa formação em jogos importantes tanto da Libertadores como do #Paulistão

O técnico justifica a escalação. “A forma que gosto de trabalhar é sempre positiva: ambicionar, desafiar. Marcar pontos onde temos de melhorar. São esses desafios que fazem a equipe crescer. Temos de antecipar a classificação, sem refrescar, continuar cobrando, querendo evoluir, afinal, o resultado vocês já conhecem”, finaliza o mestre. #Resenha Esportiva