A sorte do presidente da Federação Gaúcha de #Futebol, Francisco Novelletto, estava lançada quando decidiu, nesta quarta-feira (9), visitar o hotel onde o time do #Grêmio está concentrado para a partida contra o time do San Lorenzo pela Copa Libertadora da América na Arena.  Novelleto, mesmo sabendo dos riscos de ser hostilizado, não se intimidou e bateu à porta do quarto e deu logo de cara com o bravio e esbravejante diretor-executivo tricolor Rui Costa, que não esboçou nenhum contentamento com a inesperada visita.

A origem da desavença

No domingo, ao término da partida, o Grêmio havia manifestado publicamente o rompimento com a Federação Gaúcha de Futebol e se dedicaria apenas a estudar medidas de retaliações e ressarcimentos depois da lesão do atacante equatoriano Bolaños, que segundo ele, foi brutalmente agredido por William e acusa o árbitro da partida Anderson Daronco de “grande gato” e que estava a serviço da FGF e do tradicional rival.

Publicidade
Publicidade

Como bom e velho conhecedor destas rusgas entre gremistas e colorados, Francisco Novelletto, que para piorar a situação além de presidente da FGX é ex-conselheiro do Inter. deixou passar uns dias para ver se os ânimos haviam se acalmado e se solidarizar com o time gremista, que estava ameaçando deixar a federação.

Se deu mal!

Só que Rui Costa jamais imaginara que por detrás – ali no corredor, como raposa à espreita no galinheiro, estava uma equipe da Rádio Guaíba AM gravando tudo e pior, transmitindo ao vivo as reclamações e ofensas do dirigente gremista ao time do Internacional, que acusou de violento e suscitou, inclusive, de  estar usando algum tipo de estimulante para correr tanto.

O ‘Gato’

Ele também chamou de covarde o árbitro que não sabe usar ‘sua admirável compleição física de mais de  1,90 metro de altura e com músculos sobressalientes para manter a disciplina e a ordem no jogo deixando a violência correr frouxa e ainda, além de reclamar do prejuízo sofrido com a lesão do equatoriano – Costa alega que não deu um pênalti no mesmo Bolaños.

Publicidade

O ‘Gentleman’ 12 colorado

O dirigente gremista se rendeu ao cavalheirismo e profissionalismo do meia Alex do Internacional que – mesmo com todo aquele furacão instaurado na Arena gremista após o jogo, teve calma e acima de tudo hombridade de procurar a delegação tricolor gaúcha para externar suas preocupações e falar em nome do grupo. A ideia de Alex foi também de apaziguar os ânimos e promover uma reaproximação dos clubes que são rivais e não inimigos, afirmou Alex no domingo em uma entrevista à Rádio Gaúcha.

#Sport Club Internacional