Um ano e nove meses: foi o que demorou para que o uruguaio Luis Suáres voltasse a treinar com sua seleção, e o fato ocorreu nessa segunda-feira, dia 21, em Montevidéu, no treino comandado pelo técnico Óscar Tabárez. A suspensão ocorreu depois da mordida que ele deu no zagueiro italiano Chielline, quando o Uruguai enfrentou a Itália pela fase de grupos da Copa do Mundo que ocorreu aqui no Brasil, em 2014. 

No dia 26 de junho de 2014, o uruguaio abandonou a concentração uruguaia que estava em Natal, desde então ele nunca mais tinha integrado a seleção. 

A notícia é ótima para os torcedores da celeste, mas para os torcedores da canarinho nem tanto, pois seu retorno será justamente contra a nossa seleção, na sexta-feita, em Recife, às 21h45 pelo horário de Brasília.

Publicidade
Publicidade

A transmissão será feita pela TV Globo e pelo Sportv, a ironia de tudo isso é que o atleta vai retornar de suspensão justamente no país que ele recebeu a mesma.

O jogador deu uma entrevista para o jornal uruguaio "Ovación", onde falou da expectativa de voltar de suspensão e, lógico, do que ele acha que será o jogo contra o Brasil. 

"O #Futebol é uma roda que dá muitas voltas. Isso me dá a oportunidade de voltar justamente contra o Brasil, no Brasil, onde foi a última vez que joguei oficialmente a seleção e algo que gera muita expectativa ... Mas estou tranquilo, porque a seleção depende fortemente do nível do grupo e não dos indivíduos", disse.

É sempre bom lembrar que Luizito, como é chamado carinhosamente pelos torcedores mais fanáticos, integra um dos ataques mais poderosos do mundo, o famoso trio do Barcelona, conhecido como MSN (Messi, Suarez e Neymar).

Publicidade

Para se ter noção do quão bom é o momento vivido pelo uruguaio, ele marcou 43 gols em 42 partidas, tendo uma média superior a de um gol por partida.

Nessa volta o atleta planeja aumentar a quantidade de gols marcados pela celeste, ele atualmente é o maior artilheiro da seleção com 44 gols.

Mas nem tudo é "ruim" para o Brasil, o Uruguai terá alguns desfalques para o jogo do dia 25, sendo que a parte defensiva é mais prejudicada, com os defalques de Godín, Emiliano Velázquez e José María Giménez. #Neymar #Seleção Brasileira