A empresa Infostrada, especializada em estatísticas esportivas, coloca os mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares como os principais candidatos para a conquista da medalha de ouro nas duplas na Rio 2016. Os atletas de Belo Horizonte estão à frente dos gêmeos norte-americanos Bob e Mike Bryan, e da parceria romena composta por Horia Tecau e por Florin Mergea, que ficariam com o bronze. O Brasil também ganharia a prata nas duplas mistas, onde Melo ou Soares podem também brilhar.

Marcelo Melo e Bruno Soares estão mesmo com motivos para acreditar no feito. Além de jogarem em casa, ou seja, com o apoio maciço da torcida, eles estão em alta no circuito.

Publicidade
Publicidade

Melo ocupa o posto de número 1 do ranking mundial desde o final da temporada passada e é o atual campeão de Roland Garros, atuando ao lado de seu habitual parceiro, o croata Ivan Dodig.

Já Bruno Soares iniciou o trabalho com o britânico Jamie Murray com tudo. Eles ergueram os troféus de Sydney e do Aberto da Austrália, e lideram o ranking da temporada. Soares ainda triunfou nas duplas mistas no Grand Slam australiano jogando com a russa Elena Vesnina. Nas duas últimas semanas, os mineiros se juntaram para a disputa do ATP 500 do Rio e do Brasil Open, disputado sobre o piso de saibro, mas não foram bem. Eles devem jogar mais alguns torneios juntos na superfície sintética - a mesma que será utilizada na Rio-2016 - para melhorar o entrosamento.

Djokovic é o grande favorito em simples

A chave de simples promete ser bastante disputada, com vários especialistas de quadra rápida e ávidos pela honraria de ostentar uma medalha olímpica.

Publicidade

O sérvio Novak Djokovic, líder disparado do ranking mundial, é apontado como o principal candidato ao ouro, cujo adversário na decisão seria o suíço Roger Federer. O bronze, portanto, caberia ao britânico Andy Murray, campeão nos Jogos de Londres. Djokovic tem um bronze, obtido em Pequim, ao passo que Federer foi ouro com Stan Wawrinka no mesmo evento. O espanhol Rafael Nadal foi o campeão, ao bater o chileno Fernando González.

Serena cotada para ganhar mais um ouro

Entre as mulheres, a norte-americana Serena Williams, líder com folga do ranking da WTA, tem a melhor chance de ficar com o ouro e, desta forma, repetir o feito de Londres. A desafiante de atual número 1 seria a polonesa Agnieszka Radwanska, com a alemã Angelique Kerber completando o pódio. Nas duplas, as suíças despontam como as favoritas, já que contam com Martina Hingis no time. A prata ficaria com a Índia, cujo principal trunfo é Sania Mirza, a parceira habitual de Hingis no circuito. As russas são as indicadas para o bronze. #Rio2016 #Tênis #Resenha Esportiva